Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Os colegas já ouviram falar do “quinto dos infernos”? Até quando continuaremos pagando?





NOTA:

estou voltando aos pouquinhos. espero encontrar os mesmos colegas que aqui conquistei e por eles fui conquistada. estive fora, mas nunca estive “por fora”. desejo que todos tenham passado uma bela semana. descansados. pensado mais sobre a vida e como vivê-la melhor.

estou voltando. sem cervejas me esperando no freezer. volto renovada. volto inteira. volto como uma árvore que não se deixou cortar. o “quinto dos infernos” … não vai demorar para se tornar o sexto, o oitavo. até quando ?

felicidades. muita paz. pois, afinal, sem ela, toda felicidade é um blefe.

em tempo: continuo gostando de vocês.

carmem e sempre carmem. a irmã (voltando) das manhãs.



O "QUINTO DOS INFERNOS":



Durante o século 18, o Brasil Colônia pagava um alto tributo para seu  colonizador, Portugal. Esse tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido em nosso país e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da  produção. Essa taxação altíssima e absurda era chamada de "O Quinto". Esse imposto recaía principalmente sobre a nossa produção de ouro.

O "Quinto" era tão odiado pelos brasileiros, que, quando se referiam a ele, diziam ... "O  Quinto dos Infernos".  E isso virou sinônimo de tudo que é ruim.

A Coroa Portuguesa quis, em determinado momento, cobrar os "quintos  atrasados" de uma única vez, no episódio conhecido como "Derrama". Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de "Inconfidência Mineira", que teve seu ponto culminante na prisão e  julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT,  a carga tributária brasileira deverá chegar ao final deste ano de 2010 a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção.

Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que  significa que pagamos hoje literalmente "dois quintos dos infernos" de impostos...

Para que? Para sustentar a corrupção?? os mensaleiros?? o Senado com  sua legião de "diretores", a festa das passagens com o dinheiro público, as comissões e jetons, a farra  familiar nos 3 poderes (executivo/legislativo e judiciário).

Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do "quinto dos infernos"  para sustentar essa corja, que nos custa (já feitas as atualizações) o  dobro do que custava toda a Corte Portuguesa.

E pensar que Tiradentes foi enforcado porque se insurgiu contra a  metade dos impostos que pagamos atualmente!


________________

Pergunta feita por Carmem Germana Parente no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta dada por Bill.
__________________
Oi, Carmem!

Gostei de sua postagem, não sabia que o termo "O Quinto dos Infernos" tinha essa origem.

Mas, de fato, hoje o imposto é diferente e é pior, o povo também é diferente e pior.

A corrupção não é apenas do governo, mas do povo também. A desonestidade é cultural no Brasil.

Em relação ao imposto, ninguém sabe dessas coisas que você acabou de dizer e ninguém está interessado em saber, o povo é "feliz" demais para se preocupar com isso (entende-se "feliz" por alienado). A industria do entretenimento emburrece, aliena e, porque não, enlouquece o povo.

Basta uma baladinha no final de semana que o mundo fica cor de rosa novamente, se tiver álcool, maconha, cocaína e extasy, então tudo fica perfeito.

Esse é o povo de hoje, esse é o Brasil de hoje.

Por isso, pode até comer merd..., que continuará feliz.

É isso.

Bjs,

Graça e paz.
 

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O que será que existe além do horizonte?




HORIZONTE
 (Por Alane Poison)

Um olhar no horizonte
E eu aqui ouvindo Why Worry
E na verdade...
Lá no fundo de meu ser...
E quero sim limpar as lágrimas amargas...
Dessas que a vida por vezes traz...
Nas despedidas...
Mas meu amor,
Isso só nos mostra que temos algo sublime,
Um coração que ama...

Sabe... eu tinha tanto medo,
Pois só tenho um coração para perder,
Mas veja só,
Desde que me permiti ser amada por você
Ele é teu...

E agora eu me vejo pensando...
E ouvindo Why Worry...
E querendo acima de tudo,
Ser tua luz após a chuva...
Pois você me compreende...
Quando estou triste.
Porque eu quero te ver feliz...
Porque o que sinto é amor...
Um amor abnegado,
Lindo...
Que quer ver no céu...
Assim como vejo vc nessa foto...
Teus vôos mais lindos...
Teu movimento mais perfeito...
Pois é assim quando a gente se ama.

Eu daria tudo para ler esses pensamentos
Que me parecem buscar algo nos horizontes da vida...
Em algum lugar ali...
É nosso ninho...
Pois basta olhar o céu à noite,
Prá saber que as estrelas existem...
Assim como eu e você...
Assim como nosso amor incondicional,
E eu te quero tanto,
E eu te tenho tanto,
Por isso sou tão feliz....
Pois eu posso te sentir do jeito mais lindo...
Que só o coração decifra,
Recita,
Lê e toca...
E você me toca a alma,
Do jeito mais doce e sublime,
Com teu respeito,
Alento,
Amizade,
Carinho,
Compreensão
Amor... o mais puro...
Onde ele brilha vermelho e ouro,
Como na canção...





________________

Pergunta feita por Alane Poison no sítio Yahoo!Respostas.


Resposta dada por Sarah Gremista.
 __________________

Existe o sonho mais profundo, o amor mais incondicional e a beleza mais desejada...

Esta pergunta me fez lembrar uma música que eu gosto muito e que me traz paz, chama-se ''Além do arco-íris'' (Luiza Possi).



  
Além do arco-íris
(Luiza Possi).

Além do arco-íris
pode ser
que alguém
veja em meus olhos
o que eu não posso ver
além do arco-íris
só eu sei
que o amor
poderá me dar tudo que eu sonhei
um dia a estrela vai brilhar
e o sonho vai virar realidade
e leve o tempo que levar
eu sei que eu encontrarei a felicidade
além do arco-íris
um lugar
que eu guardo em segredo
que só eu sei chegar
um dia a estrela vai brilhar
e o sonho vai virar realidade
e leve o tempo que levar
eu sei que eu encontrarei a felicidade
a luz do arco-íris
me fez ver
que o amor
dos meus sonhos
tinha que ser você...
.


quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Você compreende as pessoas na mesma medida em que se sente compreendido?




Gostamos muito de sermos compreendidos, mas... Somos pessoas compreensíveis e que buscam compreender o outro?

Digo isso, pois é um exercício importante dentro das relações humanas, a começar em mim, quando perdoo e vejo o outro com bons olhos, sei que se trata de alguém que tem a mesma natureza humana que eu. Por isso amo pessoas, e o perdão está em mim.

Esse mundo sem pessoas não faria o menor sentido para nenhum de nós, se aqui permanecêssemos sozinhos.

Bjus e bom domingo =)

________________

Pergunta feita por Alane Poison no sítio Yahoo!Respostas.

1ª Resposta dada por A Semeadora.

2ª Resposta dada por Ricky Ricardo.

3ª Resposta dada por Saturno 1980. 

4ª Resposta dada por Najinha.
__________________
A Semeadora:



Querida amiga,


Estou com São Francisco, (... "fazei que eu procure mais... compreender que ser compreendido... pois é dando que se recebe..."). Eu penso que nos preocupamos demais em sermos compreendidos e de menos em compreender. Se procurássemos inverter isso, certamente, o perdão embelezaria ainda mais o mundo e não haveria tanta desunião e solidão. O ponto chave foi o que você citou, perdoar é reconhecer humanidade em nós, pois um dia também sentiremos a necessidade de sermos perdoados.

Gosto sempre de pensar assim, pessoas não são os seus erros!

Beijos.

__________________
Ricky Ricardo: 
Eu compreendo com os meus olhos, não com os olhos dos outros. Tem pessoas que não compreendem um quadro, por exemplo. Eu posso compreendê-lo de uma forma, mas também existem pessoas que o compreendem de outra forma.

Em relação ao perdão, eu só perdoo quando vejo que alguém realmente se arrepende pelo que fez. Quando não, eu não perdoo. ''Perdoar é divino''. Eu não sou divino. Existem pessoas que perdoam qualquer coisa, eu não sou dessas pessoas.

Acho que é difícil de me compreenderem, mas acho fácil eu compreender alguém.


 
__________________
Saturno 1980: 
Olá.

Eu tento tratar o outro da maneira como quero ser tratado.

Hoje, esse é um dos maiores problemas da humanidade, pois queremos compreensão, mas não queremos compreender. Queremos respeito, mas não queremos respeitar...

Se conseguíssemos mudar essa realidade, seríamos pessoas melhores e influenciaríamos o meio em que vivemos.

A responsabilidade é nossa!

Um abraço e felicidades.
 
__________________
Najinha: 
A recíproca é verdadeira, mas não é determinante.

Dou-te um exemplo, rsrsrs

Um moleque me acordou 7 horas da manhã me pedindo para jogar futebol. Eu disse: "Vai dormir, Xuxu." Ele abriu o buaaaaaaaaaá.

Quem tem que ser compreensivo com quem nessa hora? O moleque (de 3 anos) tem que entender meu sono porque cheguei em casa de madrugada? Ou eu que tenho que entender que ele é criança e tá se lascando pro meu sono? kkkkkkkkkkkkkkkk só quer brincar!!!!

Nesse caso é evidente que ela é unilateral. Eu não fui compreendida e tive que jogar futebol kkkkkkk

Alguém pode me ajudar?





Comprei uma máquina do tempo de mini-cilindros e quero viajar até a antiguidade, mas não consigo. Eu ativo o ventilador, mas aquele troço de metal (não sei o nome) não gira até a velocidade da luz.

O que devo fazer?

________________

Pergunta feita por Eduardo * no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta dada por Aquele Mario.

*Este usuário teve o perfil excluído do Yahoo!Respostas 
__________________
Pela descrição do problema o defeito é no capacitor de fluxo. O problema decorre da alteração das características intrínsecas dos materiais utilizados na forja, que alteram seus valores da tabela tribo-elétrica. Tente achar o novo coeficiente de Reynolds e utilize o diagrama de Moody. Não utilize a carta de Smith para o cálculo. A imprecisão dela resulta em variações imprevisíveis, conforme o experimento do Gato de Schrodinger comprovou.

Se sua máquina é modelo 1.0 faça uma limpeza nos bicos injetores e troque de combustível. Se for 2.0 utilize mais componentes orgânicos na combustão.

__________________
 
Comentário de Eduardo sobre a resposta de Mário:

Consegui consertar o capacitor, mas depois ele não ativou os cilindros e tive que trocá-los. Mas valeu pela dica, estaria ferrado no trabalho, pois tinha que apresentar meu relatório de exploração do tempo.

Obrigado!

__________________
 

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Você já procurou alguém em um retrato e... Não mais encontrou?






(Por Alane Poison)

Ahhh quantas noites sombrias...
de uma escura nuvem - "solidão"
e eu aqui a pensar e divagar,
são meus momentos...

Olho para o céu e as estrelas me inspiram
Vejo teu retrato nessa tela,
Há um brilho nos teus olhos...

E ali fico a divagar...
e me perco a te olhar...
te olhar...
músicas em meu pensamento...
lembranças...
e uma ausência que mata...
busco um abraço...
tenho um retrato...

Meu jeito de ter você...
olhando para essa foto
com m'alma a te tocar...

A felicidade vem pequena...
mas é felicidade,
não importa...

Teu retrato é você aqui...
por causa desse brilho nos olhos...
que meu coração vai decifrando
sentindo...
quanto mais te imagino...
em nossos momentos...

Porém hoje...
eu vi somente um retrato...
roubaram-te o brilho dos olhos...
sem pedir licença prá meu coração...
algo mudou em mim...
ou que sabe minha alma...
já não te decifra...
pois distante estou...
e nem sei onde...

palavras podem matar um amor...
antes que ele nos mate...

Pensamentos longínquos...
e uma saudade agora pequena...
um retrato já não dói tanto...
e eu não sei porque choro...









 (Oswaldo Montenegro)

Vontade de ser sozinho
Sem grilo do que passou
A taça do mesmo vinho
Sem brinde mas por favor
Não é que eu não tenha amigos, não
Não é que eu não dê valor
Mas hoje é preciso a solidão
Em nome do que acabou
Vontade de ser sozinho
Mas por uma causa sã
Trocar o calor do ninho
Pelo frio da manhã
Valeu a orquestra se valeu
Agora é flauta de Pã
Hoje é preciso a solidão
Com a benção do Deus Tupã * , ô menina
|
E a quem perguntar quando o vento sopra
Responda que já soprou
Mas o vento não traz resposta
Acabou
A flecha que passa rente
Cantor implorando um bis
O cara que sempre mente
A feia que quer ser miss
Gaivota voando sob o céu
A letra que eu nunca fiz
Tudo é a mesma solidão
Mas dá pra se ser feliz, ô menina
E a quem perguntar quando o vento sopra
Responda que já soprou
Mas o vento não traz resposta
Acabou
E todo mundo é sozinho
E ai de quem pensar que não
A moça com seu vizinho
Soldado com capitão
E resta a quem tá sem seu amor
Amar sua solidão
Hoje é preciso um uivo
De lobo na escuridão, ô menina
E a quem perguntar quando o vento sopra
Responda que já soprou
O vento não traz resposta
Acabou
E a quem perguntar quando o vento sopra
Responda que já soprou



* Para o religioso devoto que ler esta canção, Tupã, aqui, não é adoração ou idolatria, mas tem sentido poético apenas.

domingo, 25 de setembro de 2011

REPETIÇÕES



Olá, amigo leitor!

Este vídeo abaixo tem caráter evangelístico, mas com um humor interessante.

O autor chama-se Guilherme Reggiani e publicou este vídeo em seu Vlog AcHaDoSiPeRdIdOs (não tenho o endereço), mas eu peguei este vídeo do blog Cruz Vazia, que é um excelente blog também.

Vale a pena ver.

Abraços,

Graça e paz.


Até quando esse triste espetáculo será parte do circo dessa humanidade que caminha para a autodestruição?





NOTA: o comentário por aqui é geral. todos opinam. muitos discordam. outros silenciam. não sou americana. sou brasileira. querem a minha opinião. i am against. nada mais digo. nada mais também a acrescentar na NOTA de hoje. segue notícia:

(meio triste, mas o desejo continua: sejam felizes. gosto muito de vocês)

carmem e sempre carmem. a irmã (hoje um tanto distante) das manhãs.

"O norte-americano Troy Davis, condenado à morte pelo homicídio de um polícia em 1989, foi executado com uma injeção letal na Geórgia, Estados Unidos, depois de várias tentativas de última hora para suspender a decisão.
Troy Davis

A execução, inicialmente prevista para as 00h00 de hoje em Lisboa, acabaria por se concretizar às 04h08 de hoje após o Supremo Tribunal dos Estados Unidos ter recusado um apelo dos advogados.

O pedido apresentado pelos advogados, foi feito depois das autoridades terem recusado um indulto a Troy Davis, 42 anos, após os apelos de clemência feitos pelo antigo Presidente Jimmy Carter, pelo Papa Bento XVI e outras personalidades.

Fortes suspeitas

Após duas décadas de recursos, a última instância de apelo rejeitou na terça-feira a comutação da pena capital em prisão perpétua para Troy Davis, apesar de sete testemunhas da acusação terem, entretanto, alterado os depoimentos e existirem fortes suspeitas de que um dos homens que o acusou seja o verdadeiro homicida.

Em 2008, o Supremo Tribunal tinha concedido a suspensão temporária da execução e determinou uma audição no ano seguinte para que Davis pudesse provar a sua inocência, uma tentativa que, segundo um juiz federal, não conseguiu e que levou a justiça a manter o veredito.”

________________

Pergunta feita por Carmem Germana Parente no sítio Yahoo!Respostas.


Resposta dada por Bill.
__________________
 
 
Oi, Carmem!

Sou e sempre fui contra a pena de morte.

Não é a justiça que julga, mas as pessoas. Juízes são humanos como qualquer um de nós e por isso tem preferências sexuais, ideológicas, de cor e etc., como qualquer pessoa.

Como alguém assim pode, de fato, ser 100% imparcial?

A Georgia é um dos estados mais racistas dos EUA.

O policial morto era branco e o acusado, negro.

É evidente que seria condenado à morte.

Esse é o ódio racial americano.

Bjs,

Graça e paz.

sábado, 24 de setembro de 2011

Meus Desenhos - Anjo


Bill fazendo arte



Mais um singelo trabalho, desta vez é de uma irmãzinha de minha antiga igreja. Ela fez aniversária ontem, bem no primeiro dia da primavera. É uma florzinha de Jesus. rsrs

É uma menina alegre, divertida, firme com Deus e gosta muito de música. A música abaixo é uma de suas preferidas.

Se tu, amigo visitante, quiseres ver a imagem em tamanho maior, basta clicar nela.

Se não gostares do desenho, então, pelo menos, aprecies a música. Essa música vale a pena.

Abraços.