Seguidores

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Religiosamente, você é a favor de uma lei mais dura contra os crimes comuns?





Principalmente estupro, sequestro e homicídio qualificado estão aos montes e se tornando tão fartos e comuns como também impunes. Há gente por aí matando simplesmente porque sabe que nada vai acontecer, gente sem coração e sem nenhum amor ou respeito pelo próximo. Estupros acontecem até mesmo por parte de parentes como pais, tios e cunhados. Sequestro se tornou banal.

Como "Homens" será que não devemos tomar uma atitude?

Enquanto Jesus não vem, quantos ainda morrerão a toa deixando marginais impunes?


__________________
Pergunta feita por Kéfren no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta de APERTO*.

* usuário não possui mais um perfil no Y!R

Resposta de EL CONDOR.

Resposta de Gonzaga Luis.


Resposta de luzazul

Resposta de Fiяє нєαят.

Resposta de Pantera Lia.

Resposta de Dídimo.

Resposta de Urania.

Resposta de Karla Maria 777.   
________________
APERTO


Qualquer país que se proponha a usar a "pena máxima" estará fazendo propaganda enganosa de justiça.

O nome parece severo, não é, não!

“Pena máxima”, mas só um burro e/ou cínico dará razão a uma lei assim.

O correto, em minha opinião, é "pena mínima".

E o que é pena mínima???

Pena mínima é se o cara pegou 30 anos de cadeia, ele vai cumprir o "mínimo" de 30 anos determinado em sua sentença.

Na "pena máxima" se ele pegou 30 anos de cadeia, no "máximo" ele poderá cumprir esses 30 anos.

Na pena mínima, acrescenta-se pena ao delinquente ou bandido se ele não se ressocializar.

Na pena máxima, só é possível lhe dar benefícios, nunca acrescer sua pena.

Os EUA usam a pena mínima, o Brasil usa a pena máxima.

PS - já somos o 1º país em numero de homicídios por numero absoluto, quase 50 mil assassinatos por ano. Guerras sangrentas, como no Afeganistão e Iraque, perdem feio pra esses números... Dar soluções pra um país que compra milhares de bafômetros, mas que por lei , ninguém é obrigado a soprá-los, nem perco o meu tempo dando opinião; deixo para que os intelectulóides relaxem e gozem.

Comentário de Kéfren:

Concordo. Eu penso que os criminosos deveriam ser divididos em 3 classes, onde a primeira teria os marginais e traficantes sem homicídios e sem violência. Esses deveriam ser recuperados.

Na segunda os criminosos sem contumácia, que ainda cometendo crimes graves, não tivessem sido presos. Esses teriam uma chance de recuperação sendo exemplares na conduta da pena.

A última classe seria para os sem chance, com caráter 100% punitivo, tipo F. Beira Mar, cela de 2m², catre, latrina e porta soldada sem banho de sol, namorada e etc, só sai de lá morto.

Comentário APERTO

Concordo com a sua divisão de sentenças, mas veja que existem 2 conceitos de igualdade: o absoluto e o relativo.

O absoluto parece o mais humano, mas não é. Um cara com 1 carro popular extrapola a velocidade e tem que pagar 800 reais em multa, vai doer em seu bolso. Um cara com uma Ferrari extrapola a velocidade e paga os mesmos 800 reais. Pra quem tem uma Ferrari, isso é dinheiro de pinga.

Resumindo, as leis brasileiras são benéficas ao classismo, somos um país de castas, semelhante à Índia, só que por lá é mais explicito.

“Todos temos direito a recorrer da sentença em ultima estância (STF)”.

Linda essa norma, não?

Direitos iguais a todos. Tá! Mas o Zezinho da Silva tem a mesma prerrogativa de entrar no supremo, assim como o presunto Celso Pitta ou Pimenta da Veiga ou os "jovens" queimadores do índio Galdino, por acaso, filhos de juízes famosos de Brasília, tiveram o direito?

Sou completamente a favor da pena de morte pra irrecuperáveis, mas quem ditará o que é recuperável nesse nosso país?

A nossa presidentA????

Afffff!!

Um país que quer ditar o rumo da ortografia da língua que nem é originaria sua, vem com essa gafe:

PresidentA kkkkk
AdolescentA kkkkk
PacientA kkkk
ClientA kkkkk
EstudantA kkkkk
OnipotentA kkkk

O último apaga a luz...

Comentário Kéfren

Todos em uníssono são a favor de a Lei funcionar. Menos Leis e mais objetivas, esse negócio de velar a Lei com jargão e artifícios criados pela OAB e pelos políticos não dá mais pra aguentar.

Vivemos uma Guerra Civil como você bem assinala e só um idiota não veria isso.


________________
EL CONDOR


Sua pergunta leva a uma interpretação religiosa de um fato social gravíssimo.

Somos instruídos a obedecer às leis e leis duras existem, poderíamos pensar em leis até mais duras, o maior problema que vejo não estão nas leis, apenas, e sim na não aplicação das existentes.

No meio cristão não conheço nenhuma denominação que ensine que devemos concordar com qualquer ilegalidade, ensina que devemos nos empenhar na recuperação dos transgressores e que também todo aquele que transgredir deve pagar conforme as leis.

Perdão qualquer transgressor pode alcançar, mas isto não o isenta de pagar pelos crimes que tenha cometido.

Cristão visitar apenados e tentar levar a eles conhecimento e meios para que sejam levados ao arrependimento não deve ser interpretado como se os cristãos concordassem com a atitude deles. Cristão tem que abominar qualquer tipo de crime.

Todos ficamos indignados com os crimes que vc citou, mas temos que saber que não somos juízes e nem vingadores.

A melhor atitude que eu acho que devemos tomar é se oferecer como exemplo.

Comentário Kéfren

 A OAB vampiriza a tábua de processo penal criada com um monte de aberrações e saídas através desses últimos 76 anos. São leis, adidos, laudas e outros dispositivos jurídicos que protelam, procrastinam e tornam inviáveis as aplicações da Lei.

Se um oficial de justiça receber 5 mil reais pra dizer que o marginal e "citado" não se encontra no endereço, você acha que alguém poderá fazer algo?

Sem dinheiro, com justiça; com dinheiro, sem justiça.


________________
Gonzaga Luis



Kéfren,



Enquanto as nossas leis forem oriundas de um grupo de pessoas comprovadamente corrompíveis, bandidos disfarçados e os julgamentos de criminosos forem dirigidos por seres também ligados ao crime, nada mudará nessa direção...


A pena de morte para crimes que você citou não traria malefícios à humanidade... E todo rigor é pouco no combate à proliferação do desrespeito a tudo e a todos.
Clique para ampliar

Todavia, é preciso que haja uma mudança considerável na sociedade em que vivemos, em busca de valores nobres, na direção única do RESPEITO A TUDO E A TODOS.

Um povo tem aquilo que produz, e nós, brasileiros, produzimos a miserabilidade humana em sua forma mais degradante e nociva.

O seu questionamento remete-nos a uma grande interrogação: "o que estamos construindo para os nossos descendentes"? Pois a nossa grandeza será avaliada no futuro, quando nossos filhos e netos viverão no cenário que preparamos para eles.
    

________________
luzazul



Assim como está estruturado, o sistema prisional no Brasil é escola e fábrica de marginais.




Todos nós, cidadãos comuns, aprendemos desde cedo que temos que trabalhar se quisermos um simples pão. Para o bandido é totalmente diferente: Ele (que não gosta de trabalhar, por isso é bandido) ao ser preso, ganha teto, cama e comida absolutamente GRÁTIS! Além disso, tem todo tempo de suas "férias" livre para conhecer outros pilantras, aprender novos golpes, planejar futuras ações.

O governo acha justo que um trabalhador ganhe um salário que muitas vezes pode ser menos que R$500,00 para se sustentar e à sua família; mas gasta mais de R$2.000,00 para "pajear" um único preso.

Queria ver esses caras trabalhando (pesado) no mínimo 12 horas por dia para pagarem sua "estadia", o prejuízo que causaram à sociedade e também para preparar uma base para seu futuro.

Não quer trabalhar? Fica sem comer (não funciona assim para o homem honesto?)

Redução de pena (pouca), só para aqueles que além do trabalho diário também estudassem à noite e demonstrassem vontade de mudar. Da forma como é hoje, o cara sai da cadeia totalmente deformado e despreparado para a vida.

Creio que a maioria iria tremer só de pensar em quebrar pedra por anos sem moleza.

Psicopatas, e outros do gênero: Tranca e joga a chave fora; só sai da cela para trabalhar (senão não come).

Mas só isto não basta. Precisamos de salários que permitam ao cidadão honesto viver com dignidade e principalmente, precisamos que a Justiça seja pra todos, principalmente para os criminosos de colarinho branco, que tem dinheiro, influência, falam bem; mas que com suas ações matam e prejudicam milhares de inocentes.



________________
Fiяє нєαят



Amigo, não acho que a solução seriam leis mais severas. Penso que a solução seria a aplicação real e eficaz das leis atuais mesmo, desde que direcionadas aos verdadeiros culpados. Nosso país é recordista de leis, mas também é recordista de impunidades. Aqui é o lugar do mundo onde mais se faz o que não pode se fazer. Vivemos uma legislação de ironias. A lei se cumpre aos pedaços. A lei favorece o criminoso, o Estado paga para manter escolas de crime, a polícia se envolve com narcotráfico... Criminosos comandam verdadeiros exércitos de dentro das penitenciárias... E o pior é que tudo isso virou um conceito admirável em nossa sociedade. Virou poesia, letra de RAP, cultura inversa. Podem me apedrejar os que levantam a bandeira da periferia, mas sempre haverá entre vocês mesmos, os que agem por impulso e que no fundo sabem que esse não é o caminho.



Criminoso é criminoso. Quem criou esse glamour todo em cima do assunto é porque precisa mesmo compensar alguma coisa que não pode superar, então reage com violência e imposição de força. E no país da impunidade, o crime acaba compensando...


Abçs.
  
________________
Pantera Lia



Pra que lei?

Se só serve pra pobre?

Onde o filho do milionário é tratado como ser humano e o pobre com discriminação?

O filho do milionário mesmo matando, ainda é paparicado pela polícia... E só não ressuscitaram o morto pra pagar a pena no lugar do filhinho do papai, porque não podem, mas caso isso fosse possível, estaria o rapaz que foi atropelado na cadeia, pra nunca mais bater no carro do milionário com tamanha violência!

Viu o estrago que seu corpo causou ao carro do filhinho do papai?

Nossa, pra que aquilo... Que coisa né? Estragou o carro do rapaz e ainda deixou seu coração pular pra dentro do carro. Aff!! Que coisa mais vergonhosa... Deve ter manchado o banco de couro...

Beijos e lei, não servem pra nada, pois o que tem que mudar é a mente de quem bate o martelo e tem poder de prender alguém.


________________
Dídimo



Penso que no Brasil o problema não é a falta de leis e sim o excesso delas. O que falta é a aplicação das leis que existem.



A lei que prende é a mesma que solta.


Tomemos o caso da famigerada lei seca. Quando iniciada resultou numa queda acentuada de acidentes de transito.

Mas logo alguém avisou que não era necessário soprar o bafômetro (ninguém precisa criar provas contra si mesmo) e nem fazer o exame de sangue (mesmo motivo).

Só faz o teste o mané e o desavisado.

E rápido a notícia espalhou.

O mesmo acontece com inúmeras outras ótimas leis. A polícia vem e prende, o advogado vai e solta.

Não tem dinheiro? Não solta.

Sou a favor das leis.

Onde não há AMOR tem que imperar a lei, boas leis.
 


________________
Urania
 

Sou completamente favorável à prisão perpétua.

No entanto, penso que temos situações emergenciais para tratar. Que tal começarmos a pensar em uma educação humanitária onde o ser humano na fase infantil aprenda a viver bem. Pense bem: Minha avó ainda diz: "Pau que nasce torto nunca se endireita". Tá bom vó, eu nasci no cerrado, conheço pau terra uai! rsrs

Ao invés de cuidarmos de maiores punições, vamos cuidar de quem presta, de quem tem salvação, vamos projetar nossos pensamentos na formação de escolas onde prepara o ser humano para a vida. Um ser humano novo, que sabe amar e respeitar, um ser humano que auxilia a todos que precisam. Vamos fazer um ser humano que é gente, que saiba casar e estruturar uma família... E vamos além disso, vamos criar um novo tipo de gente que fala sem as palavras e letras... Um ser humano que é tão transparente que não tem complexos em ficar careca, ou ter gordura no corpo, ser humano apurado mentalmente com uma psique elevada. Com isso, cortamos o mau pela raiz.

Usamos a psicanálise de Froid e começamos pelas crianças que são inocentes! Gastar dinheiro com bandido? É dispersão! Ao invés de pensarmos em nos protegermos, vamos criar uma nova geração que não precise de proteção, não precise porque não haveria necessidade, apenas desejo! Mas sonho é sonho, eu ainda vou ganhar na loteria (Assim que eu jogar) e vou criar uma escola assim! ahahah

Após ser criado um novo modelo educacional, onde o humano aprende a ser e pratica a fraternidade, construiremos presídios para os violentos e traidores da nação, com isso, a Lei é única e válida para todos, todos os infratores ficam cercados em prisão perpétua até que a psique esteja recuperada e esse possa retornar ao convívio com quem quer viver e deixar viver!

Comentário Kéfren

Quando conseguirmos fazer o marginal em potencial tremer de medo ao pensar na cadeia, teremos uma retração da marginalidade. A cela para criminosos condenados a centenas de anos e sem chance de recuperação deveria possuir um catre, uma latrina, um pia e uma porta de aço fechada com solda, quando o sujeito só sai de lá morto ou quando a pena acabar.

Nada de limite pra trinta anos, deveria acumular os anos das penas por crimes individuais e 50 anos seriam 50 anos preso sem banho de Sol, namorada ou sequer ver o Céu. Dura Lex.

Nada de criar trabalho para Rábulas que vivem da desgraça alheia sugando bandidos e traficantes.

Comentário de Urania

Trinta anos são bodas para bandido!

Eu também falo de uma prisão de confinamento onde o bandido trabalhe e pague pelas instalações, sendo inclusive obrigado a fazer tratamento psicológico! O banho de sol seria nas plantações de alimentos para sustentar quem vive em miséria extrema. O banho somente de chuva quando estivesse construindo hospitais sendo vigiados por guardas e segurança do poder público. Nada de cidadão pagando prisão e conforto para bandido, nada disso, todo bandido deveria ficar no isolamento até que não houvesse qualquer risco, sem tempo e sem espaço!

Fraterno abraço!



________________
Karla Maria 777



Citar:

"Enquanto Jesus não vem, quantos ainda morrerão à toa deixando marginais impunes?"

A volta de Jesus segundo a bíblia será um acontecimento inesperado, portanto independente de estudar, trabalhar e progredir... Cristãos nunca foram a favor de penas brandas, e, sinceramente, quem vai fazer e votar esses projetos?

Se os mais interessados em tudo isso, são justamente os que estão à frente dessa nação? Leis brandas... Geram impunidade!

O que é mais que conveniente! Quem tem dinheiro tem imunidade.
Tem cadeia que é assim.

Parque de diversões?? Não seja tão brando!!! Pois onde mais alguém encontrará casa, comida e roupa lavada, net de 100 megas, tv a cabo de 50", cerveja, balada de final de semana, um motel gratuito, e o melhor de tudo, financiado pelos pagadores de impostos?

@Edict: Esqueci ainda do essencial...

Segurança personalizada de 24h00, vigiadas por câmeras de última geração e conectadas a satélites. Do tipo de deixar qualquer milionário de Hollywood babando de inveja!!!

Ai, minhas contas mensais...

Impostos, impostos e contas, e mais algumas contas... (:

Dá uma olhadinha no impostômetro!

@Edict II: Não sou contra, existem pessoas irreparáveis...

Mas, Pena de Morte no Brasil?

Só Ovelhas nos Matadouros, e o pior de tudo, todas inocentes!!!

Num país onde se rouba um caixa eletrônico, esquece-se do maçarico com todas digitais (amadores) e não se sabe quem foi o ladrão?!?

Pois é Brasil...

Somente o Bode Expiatório seria decapitado e, num país sem Justiça nenhuma, haveria menos Justiça ainda!!!

Crimes são crimes, todos iguais (existem os hediondos, crimes contra a vida). Mas a desigualdade social, a miséria, a falta de oportunidades, tendem a induzir um sujeito a tomar medidas drásticas e, às vezes, desesperadas: nenhum pai consegue ver um filho passando fome!!!

Ele consegue ficar sem comer, mas o filho, não!!! Esses casos deveriam ser mais bem avaliados, porque até o governo e responsáveis se fazem de omissos, preferindo "exportar" ajuda humanitária, o que reverte em marketing político, deixando o seu povo totalmente desamparado...

Ricos pagam advogados, os pobres as contas.

By my.

Fazer o que, Kéfren? Acho que eles não querem evoluir afinal! (:


4 comentários:

  1. Acredito que nossa legislação pode sim ser atualizada para se adequar a atual sociedade. Porém a legislação já é muito boa e muito completa. O problema é que não há aplicação correta dessa lei. Seja por falta de pessoal, falta de estrutura ou corrupção, o fato é que atualmente a lei é mal aplicada, tanto para quem tem dinheiro, quanto para quem não tem dinheiro. Quem tem dinheiro burla a justiça e quem não tem, sofre injustiça.
    Não é a existência de uma lei mais rigorosa que irá diminuir o índice de criminalidade, tanto que estes índices não baixaram em países que adotam a pena de morte e prisão perpétua. O que assegura a diminuição da criminalidade é a CERTEZA da aplicação da punição, seja ela qual for. Vide, por exemplo, a lei seca. Com a fiscalização os motoristas estão evitando dirigir alcoolizados.
    Então, ao invés de seguir as palavras de alguns políticos insensíveis que só buscam votos e prometem criar leis mais severas, almejando tão somente a eleição, devemos exigir de nossos governantes que apliquem com isonomia material, equidade e temperança a legislação existente.

    ResponderExcluir
  2. Desejo-lhe paz de Jesus.
    Seu blog é muito bom, e pela escrita nota-se que o Santo Espírito está em si.
    É lendo blogs assim que aprendendo mais uns com os outros, crescemos na graça e conhecimento da Palavra.
    Aproveito a oportunidade para compartilhar também meu blog. Peregrino E Servo.
    Que Deus continue a abençoar-vos ricamente.
    Ps. Se seguir meu blog, saiba que irei retribuir.
    Antonio Batalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e estou seguindo seu blog que, aliás, é um excelente blog. Parabéns!

      Excluir