Seguidores

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Somos cúmplices da maldade em todos os níveis?



Com o nosso elevado caráter que rejeita a maldade, abominamos a possibilidade de violência, mas enquanto, como Pilatos, lavamos as mãos, outras estarão sujas com o sangue dos que pleiteiam a violência.

Falam mal dos Stalin's, Mao's e Fidel's, mas graças a esses homens que exterminam os que aqui proliferam protegidos pela nossa hipocrisia, nos países com esse tipo de Ditatura quase não há crimes. Duvido muito que algum de nós não quisesse sair à noite e deixar a porta de casa aberta, o carro estacionado na rua sem tranca, as crianças brincando na rua, a casa sem muro, poder viver sem nunca topar com qualquer cena de violência.

Então, aqui, somos a favor dos direitos humanos, mas nossos familiares são trucidados por bastardos sem nenhum direito de sequer dizer um "Pelo amor de Deus", momento em que muitos "direitistas humanos" veem a ficha cair e acordam do seu sono calhorda e hipócrita!

Não adianta dar chance a quem já se acostumou a beber sangue.

Enquanto os Amorosos Defensores do amor e da Justiça se embevecem da sua pureza celestial, outros homens lambuzam suas mãos com o sangue daqueles que foram produzidos pela nossa hipocrisia!

Isso mesmo!

Os marginais são produzidos por nós, quando aceitamos o regime capitalista sujo e controvertido que sempre privilegia o mais forte, o mais sem escrúpulos e oprime os que andam na linha, justamente a camada de onde saem os monstrinhos criados pela nossa incompetência e sede de ser sempre melhor pra ter mais e mais.

Nossas mãos sujas com o sangue inocente não precisam de engodos para nos atenuar a culpa, mas sim de lucidez para entender que um regime duro contra tudo o que não presta, o que incluiu desde a corrupção até a recriminação dos viciados em drogas é a única solução.

__________________
Pergunta feita por Kéfren no portal Yahoo!Respostas.

Resposta de Thiago

Resposta de Marceloj.

Resposta de -Thαmmγ'.

Resposta de J Depp.


Resposta de Mateus Borges.

Resposta de Urania

Resposta de Najinha
__________________


Kéfren,

Eu tenho uma divergência ideológica com vc sobre a questão comunismo/capitalismo, MAS isso não me impede de responder as suas perguntas. Ótimas, por sinal.

Independente do sistema usado, acredito que o melhor é o sistema dos 3 poderes, logo, rejeito ditadores absolutistas.

Hugo Chaves transformou a Venezuela no país mais violento do mundo em números relativos e ele controla os 3 poderes...

Ps- já somos o país mais violento do mundo em números absolutos e o 3º em números relativos.

Mas independente de ideologias, veja algumas soluções que alguns países encontraram...

- Nos EUA, advogado não leva celular pra preso, por que o advogado fala com o preso através de um vidro.

- Nos EUA, praticamente não existe sequestro, pois a simples menção dessa palavra, pode dar prisão perpetua.

- Nos EUA , ninguém explode com TNT caixas 24 horas, pois o uso de TNT pode dar pena de morte, pois se enquadra em crime de terrorismo, e aqui é tido como roubo qualificado, pena menor do que assaltar um banco...

- Nos EUA, um menor que comete um crime bárbaro, vai para a prisão de menores, MAS ao completar 18 anos, cumpre a sentença numa prisão de adultos

Aqui, o crime dele desaparece, vira "ato infracional"; coisa de veado.

-Em Cingapura não existe uma única pichação, pois a pena lá é de 30 chicotadas em praça publica. E são 30 MESMO, se o "infrator" morrer durante a sentença, pau no U dele...

Bom, em Cingapura ninguém picha...

- Um exemplo vindo da Alemanha, país onde se bebe muito,
havia muitos acidentes de transito provocado por bebidas alcoólicas. Fizeram uma lei, onde o motorista que for flagrado alcoolizado, perde o carro sem direito a recurso, se for um pobre, perde o seu carro de 10 mil, se for rico, perde a sua Ferrari de 2 milhões. "Coincidentemente" os acidentes de transito na Alemanha, caíram assustadoramente enquanto que aqui no nosso Brasil, ainda não "chegamos" a um acordo sobre se o motorista embriagado que matou várias pessoas, deve ou não produzir provas contra si mesmo (soprar o bafômetro).

Muitas vezes eu dou risada (ironia) da "nossa" "intelectualidade" tupiniquim, ao assistir num tele jornal uma noticia sobre um crime brutal e o jornalista diz: "o criminoso já teve varias passagens pela policia".

MAS... POR QUE estava solto????

Respondendo a sua pergunta, SOMOS CÚMPLICES DA MALDADE, SIIIIM, porém eu "absolvo" os maldosos de nosso país. País que criou, pela falta de educação de base, "sem terras" analfabetos, que comemoram a nossa entrada para a 6ª economia, mas que ganham um dos piores salários do planeta. Até os alunos de universidades federais (os mais ricos) que fazem grevinhas de veados para fumarem maconha no campus.

Que tristeza essa de dormir em berço esplêndido...

Mas para o "pão e circo", ganharemos o hexa em nossa nação???

(Não coloquei o restante da resposta por que constitui discussão pessoal sobre comunismo e capitalismo entre o Thiago e o Kéfren).


__________________

Virar o rosto para o lado e dizer que o problema não é nosso é o mesmo que tentar se omitir da realidade que estamos ajudando a criar... No mundo do ser humano nada se faz por acaso, tudo tem contribuição nossa...



Somos nós que sustentamos todo um padrão social deturpado, violento e sangrento... E na busca desenfreada pelo progresso pessoal, deixamos nossos semelhantes à margem de um sistema que privilegia poucos e aperta muitos... Como consequência, filhos são perdidos para as ruas, criminosos são criados e se alimentam da própria falta de caráter da sociedade quando vira as costas para os problemas...


Usamos o esgoto e jogamos os dejetos na porta dos outros...

Elegemos representantes e não cobramos nada deles...

Temos a capacidade de mudar tudo isso, mas preferimos apenas pensar em manter apenas o nosso canto... Neste mundo de hoje, todos somos presas fáceis da própria escoria que sustentamos...
  
__________________





Alguns veem tanta vida em um feto que foi abortado por uma mulher e se esquecem de ver a vida que há nos orfanatos e nos asilos, alguns defendem os direitos humanos com tanta veemência e se esquecem de que só teria direito a esse tipo de direito quem realmente se comportasse e agisse como um ser humano. Preocupamo-nos tanto com os universais e se esquecemos dos singulares, e dai surgem as nossas incoerências, e não há bacias para as quais se possam lavar a hipocrisia de muitos que agem assim.
__________________



"Primeiro levaram os negros.

Mas não me importei com isso.

Eu não era negro.

Em seguida levaram os ciganos.
Mas como não sou cigano, não me importei com isso.
Depois prenderam uns católicos.
Mas como não sou católico e não tenho nada a ver com isso, também nada disse.
Depois agarraram uns miseráveis.
Mas como não sou miserável, também não me importei.
Quando chegaram a mim, gritei.
Mas já era tarde.
Não havia ninguém para me ouvir e vir socorrer-me."


Quem cala se omite quando deveria falar, está a errar.
O "não fui eu" não iliba ngm.
A omissão constitui negligência, que gera acontecimentos »culposos.

__________________



"Errar é humano: mais humano ainda é atribuir o erro aos outros."
Anton Tchekhov

__________________

Olá Kéfren, ótimas respostas em sua pergunta; Deixo essa breve coletânea pensada e distribuída. É o trabalho de humanos iluminados:



"A Democracia possui uma parte de razão que lhe é dada pelo princípio de liberdade. Isto representa a sua força, pela qual ela pode acusar a parte contraria. Mas também possui uma parte de culpa representada pela injustiça econômica, pelo egoísmo capitalista e pela desigualdade na distribuição dos bens. E isto representa a sua fraqueza, pela qual ela se expõe às acusações da parte contraria. O Comunismo, de outro lado, por sua vez tem uma parte de razão dada pelo princípio da justiça econômica, da igualdade e solidariedade social. Aqui está a sua força, que lhe faculta acusações à parte contrária. Mas também exibe uma parte de culpa, dada pelas limitações à liberdade e ao individualismo, expressas pelo absolutismo e pelo capitalismo de Estado. Nisto esta a sua fraqueza, que o expõe as acusações da parte contrária.


Assim cada um dos dois sistemas encontra justificação no fim a atingir, mas também possui as suas culpas e, por conseguinte, os seus pontos fracos no modo com que procura atingir este fim, visto que em ambos os casos realmente só existem em mira vantagens próprias (...)

Como se vê, trata-se de um jogo de forças que, contrastando-se, concorrem ao mesmo fim: o progresso. A carne é preguiçosa e a maioria dos homens é carne e não espírito. Eles se furtam ao trabalho de evolver. Então a Lei os alcança, envolve e agita, lançando-os uns contra os outros, iludindo-os com miragens de interesses pessoais que jamais conseguirão e que desaparecerão logo que seja atingido o escopo prefixado pela Lei e que eles ignoram. Assim age a Lei. Por isto os animais possuem uma carne que, se para um é corpo, para outro é alimento. E por isso eles são levados a contender, o que é útil para que aprendam na luta a formar a inteligência, postos na contingência de empregá-la no ataque e na defesa. Foi assim que surgiu o Homo Sapiens e desta maneira foram conseguidas as finalidades evolutivas da Lei". (Pietro Ubaldi)

"Eu sou judeu. Um protesto contra as injustiças e os atos de violência adquire incomparável valor significativo quando provém de pessoas que participam exclusivamente por sentimentos de humanidade e de amor da justiça. Mas eu, por ser judeu, considero os outros judeus meus irmãos e sinto a injustiça feita a um judeu como uma injustiça pessoal. Penso que não posso tomar partido. Mas espero que pessoas não diretamente envolvidas definam sua posição". (AlbertEinstein)

"A criança nascerá com dois dentes na boca; Pedras tombarão como chuva na Toscana.

Alguns anos mais tarde não haverá nem trigo nem cevada para saciar os que caem de fome!

Quando o animal domesticado pelo homem começar a falar após grande sacrifício e dificuldade o raio será maléfico para o bastão que este sairá da terra e ficará suspenso no ar". (Nostradamus)

Relacionado a profecia de Nostradamus; Enquanto não descobrimos o que é isso, vamos dar risada, porque é bão!!!

Jamais devemos compactuar com a violência diretamente. Porém, isso é feito indiretamente. É feito todas as vezes que determinado produto de origem desconhecida foi adquirido e pago com o dinheiro do trabalho honesto. A cumplicidade é claramente demonstrada todas as vezes em que uma criança é roubada, e pouco é feito; Cumplicidade nas urnas eletrônicas, cumplicidade quando o funcionário público nega realizar o próprio trabalho cobrando da população um ato correto do próprio governo. Nossa hora vai chegar, e não estou repetindo as palavras do Mantega. Não, estou falando da evolução pelo uso correto da informação; Haverá o dia em que nossas discursões no Yahoo serão feitas por telepatia! Por mais que muitos não acreditem, e continuem a matar, roubar e agir com toda forma de má fé e maldade!

Luz e Paz!
 

__________________
 
“Não adianta dar chance a quem já se acostumou a beber sangue.”

É por isso que por vezes eu costumo desistir de algumas pessoas... Não tem como mudar algumas coisas na base da marreta.

Engraçado, agora fiquei eu repetindo frase da minha Avó... Que eu quero mudar o mundo nem que seja na base da marreta.

Mas eu tenho esta expectativa, sim, que um dia cada um consiga enxergar seu lugar, sua missão, seu lugar na multidão... Porque eu já me encontrei e sei o quanto é bom.

Mas não é bom ver as coisas acontecendo ao nosso redor e fingir de égua ou aplaudir o circo que pega fogo ou até gostar mesmo de ver o circo pegando fogo.

Às vezes o pouco que podemos fazer para apagar o fogo é só a garrafa d' água que a minha prima me impediu de dar e está "agarrada" em minha garganta ainda hoje.

Eu, quando vou ao centro, não tem um só dia que eu não olhe todos, na ânsia de encontrar aquele senhor e dizer: "está aqui a água que te neguei aquele dia."

A Thammy tem razão, Amigo! A gente se fragiliza pelo "grande" que vê, mas o pequeno que está ao nosso alcance não traz "emoção".

Enxergamos o Universo, a Formiga nunca.

Somos cúmplices de todo o Mal que circunda a nossa volta porque ele só existe onde ainda não colocamos o bem.

Se me permite vou citar um Santo da minha Igreja que gosto muito:

"Onde não tem Amor, coloque Amor e colherás Amor."

Fácil é ler e achar bonito. Quem quer colocar em prática?

Mas eu acredito que podemos mudar muito coisa... o que não deixa é o nosso ego, nossa mornidão, nossa vontade de ver o outro se ferrando.

Ver o outro se ferrar virou o panis et circenses dito acima... Porque não há mais alegria em muitas vidas... Então precisam ver os outros se lascando para que achem motivos para rir.

Kisses, Amigo! :)

_____________

Fazer o que hoje já não se faz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário