Seguidores

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

A liberação da MACONHA é um absurdo.



Muitas vezes temos uma visão idealista do mundo ao invés de uma visão realista. Achamos que tudo gira em torno de algum ideal, mas observe: você, caro leitor, que já sofreu alguma injustiça diante de alguma empresa poderosa, aí buscou seus direitos, mas estranhamente, seus direitos não foram defendidos.

O judiciário foi injusto?

Normalmente imaginamos que as instituições ou determinadas marcas estão acima da esfera mortal. Pensamos que são imparciais, não possuem emoções, são frias como uma máquina, agem rigorosamente dentro de regras ou normas estabelecidas. Ou seja, no caso do exemplo acima, se determinada empresa não respeitou determinado direito, basta recorrer à administração da empresa, pois ela é seguidora da lei ou então basta recorrer ao judiciário, pois, este sim, é imparcial e cumpridor da lei. Assim, teremos justiça.

Esse, amigo leitor, é o ideal.

Mas qual é o real?

Marcas como a Rede Globo, Yahoo, Mcdonalds ou qualquer outra são apenas abstrações, sabia disso? Elas não existem no mundo real. O que existe, na verdade, são pessoas como você e a mim.

Empresas, instituições e etc. são administradas por humanos e não por entidades sobrenaturais acima de nós. Essas pessoas também possuem preferências sexuais, políticas ou religiosas, por exemplo. Também têm seus momentos de bom humor ou mau humor. Elas também seguem suas ideologias e desprezam outras, entende?

Iguaizinhas a você ou a mim.

O mesmo vale para instituições públicas, não é? Ou você acha que nosso governo não é formado por pessoas comuns (e corrompidas)?

Você acha que algum governo reconhecidamente corrupto agiria dentro de regras e com boas intenções?

O Auxílio-Reclusão, conquista do PT, cujo valor é muito maior que o salário-mínimo que muitos trabalhadores recebem, é pago mensalmente ao marginal que mata ou rouba e que está na prisão, mas a vítima dele não recebe um centavo sequer pelo dano recebido.

Isso não é estranho?

Isso combina com o desarmamento da população? Pois sabemos que marginais não serão desarmados, pois não usam, não usaram e nunca usarão armas legalizadas.

Além disso, sabemos que a polícia não é confiável e combate o tráfico apenas na televisão.

Isso também não é estranho?

Entretanto, é esse mesmo governo corrupto que apoia a liberação da maconha. Você, ingênuo leitor, realmente acredita que isso é para benefício do povo?

Você que não é usuário de drogas, será beneficiado em que?

Pense, caro leitor... Pense!!!

Liberte sua mente daquilo que a mídia lhe vendeu, considere outras possibilidades, o mundo não é regido por ideais, sua vida e a minha com certeza são, mas o mundo não é, o governo não é e a mídia também não.

Ao contrário do que muitos pensam, a liberação da maconha visa apenas o lucro, pois o crime organizado é o grande financiador da corrupção no mundo. Sabemos que os políticos no Brasil são corruptos, logo, é natural que defendam os interesses do crime organizado.

O crime organizado é o maior interessado na liberação da maconha, por isso, políticos e a mídia brasileira também defendem.

Observe esse pequeno trecho retirado do site Observatório da Imprensa:

“Sabe-se, de acordo com estudos da ONU, que o crime organizado movimenta anualmente cerca de dois trilhões de dólares. Sabe-se também que, desse total, nada menos do que um trilhão e 400 bilhões circulam todos os anos pelo sistema financeiro internacional.

A pergunta que a imprensa ainda não fez: quanto da crise financeira, cujo custo está sendo repassado aos cidadãos, foi produzido pelo dinheiro de mafiosos que é lavado em investimentos de alto risco?

Segundo a ONU, a receita do crime organizado inclui 1 trilhão de dólares da corrupção, entre 300 bilhões e 400 bilhões de dólares do tráfico de drogas e outros 300 bilhões a 400 bilhões de dólares do contrabando de armas. Esse dinheiro, além da receita do tráfico humano, roubo de cargas e outras atividades criminosas, não desaparece no ar.

Passa pelo sistema financeiro e ressurge, limpo, para ser investido dentro da lei.”

Amigo leitor, como vimos, são um trilhão de dólares na corrupção e entre 300 bilhões a 400 bilhões de dólares do tráfico de drogas.

Mesmo proibido, o lucro é absurdo.

E se for liberado?

A opressão e perseguição que traficantes sofrem são ruins para o negócio deles, liberar dá muito menos dor de cabeça, não é?

Além disso, sabemos que o combate ao tráfico de drogas no Brasil é uma piada, qualquer um pode ver que o consumo aumentou absurdamente nos últimos dez anos.

Será que esse combate às drogas de mentirinha seria, na verdade, apenas para convencer a população que a liberação é o melhor caminho?

Drogas dá MUITO dinheiro, leitor! Qual político não vai querer um pedaço desse bolo?

A liberação da maconha ou qualquer outra droga é de interesse dos corruptos e não de gente de bem.

Alguns dizem que a liberação da maconha (e das demais drogas em sequência) será prejudicial ao traficante, por isso, o traficante diz não à liberação das drogas.

Leitor, sinceramente, por que o traficante diria não?

Será que ele é criminoso por prazer? Será que ele é criminoso por causa da adrenalina, apenas? Ou seria melhor ainda se seu lucro fosse legalizado e, assim, seu dinheiro lavado?

A liberação da maconha diminuiria a violência? Será que a legalização da maconha iria impedir que um viciado sem dinheiro roubasse para satisfazer seu vício? Ou iria impedir que um traficante (agora comerciante) "cobrasse" seu dinheiro do viciado endividado?

A mídia brasileira diz que a maconha não faz mal, mas a BBC divulgou diversos estudos dizendo o contrário (links logo abaixo).

Quem é que ganha com a liberação da maconha?

Ninguém, colega, ninguém ganha. Só os corruptos e traficantes que vão ter seu dinheiro sujo lavado, só eles serão beneficiados.

A liberação vai quebrar as pernas do traficante, leitor? A mídia diz isso, né?

Realmente não haverá tráfico se a maconha for legalizada? Ficará tudo dentro da lei?

Até a venda de Viagra é feita ilegalmente no Brasil (e não é droga proibida). Se a demanda é grande, então, todos vão querer vender, não é?

Aí alguém poderá dizer: “mas haverá regras a cumprir, a polícia vai ficar em cima dos vendedores autorizados e etc.”.

Será mesmo?

Esse seria o ideal, mas você realmente acha que o ideal se torna real?

Mas caso a liberação não ocorra, os marginais estrão protegidos mesmo assim, sabia? Afinal, por que existem tantas medidas beneficiando-os? Por exemplo, o Programa Nacional de Direitos Humanos do Lula (PNDH 3) prevê penas mais amenas para determinados crimes hediondos; tem o auxílio-reclusão para sustentar apenas a família do bandido e não a da vítima; querem desarmar o povo, menos os bandidos e etc.

De qualquer forma o marginal sai ganhando.

Mas, isso não é estranho?

A liberação da maconha vai facilitar (e muito) a sua venda, vai facilitar o seu trânsito pelo país, além de autorizar a sua divulgação por meio da propaganda em TV, jornais e rádio.

Hoje você pode chamar a polícia se um drogado estiver na sua porta, no futuro, você não terá a quem chamar e ainda poderá ser assaltado por ele.

A liberação da droga vai enriquecer MUITA gente (além de destruir muitas vidas e famílias).

Se não bastasse isso, ainda tem a Anedonia.

Você sabe o que ANEDONIA, leitor?

É o nome do estado letárgico que todo drogado desenvolve com o tempo. É um sintoma da depressão. O drogado dá ao cérebro altas doses de endorfinas, e esse funcionamento desequilibrado fará com que seu organismo procure cada vez mais a droga que dê essa dose extra de endorfinas, e quanto menos ele tiver, mais depressão terá, pois seu organismo fica desequilibrado, assim, o cérebro precisa de muito mais substâncias químicas que levem ao prazer, muito mais que um cérebro normal, pois o cérebro normal consegue prazer ou satisfação através de exercícios físicos ou um bom lazer, por exemplo. O drogado, entretanto, só sente prazer na droga, só a droga passa a lhe dar alguma satisfação na vida, por isso, ele passa a viver por ela.

Por isso que os drogados, com o tempo, não conseguem mais trabalhar, estudar, parecem não se importar mais com as coisas ou mesmo com a família. Outra consequência da anedonia é a perda de memória, depressão, agressividade e irritabilidade, a inversão total de valores e etc. Até mesmo o álcool causa isso. A pessoa perde a capacidade de avaliação e julgamento, e matar por trocados é natural, assim como roubar, mentir e etc. Tudo isso faz parte do dia-a-dia do viciado.

Os problemas oriundos da droga, leitor, estão sendo sumariamente ignorados, pois, caso ocorra a liberação, o vício e a ANEDONIA permanecerão do mesmo jeito de sempre, ou seja, o viciado vai continuar roubando para sustentar o vício, a destruição de famílias ficará do mesmo jeito etc.

Nada disso a mídia informa.

Ainda pra piorar, o Supremo Tribunal Federal (STF), que é a principal Corte brasileira e é o guardião da Constituição, "legislou" sobre a união homossexual e agora também liberou a marcha da maconha. Independentemente se homossexualismo é pecado ou não (isso não vem ao caso neste momento), mas esses dois assuntos são de interesse do atual governo e do anterior também.

Essa é a força do lobbie junto ao STF.

Pra quem não sabe, o STF não "legisla", ou seja, não pode criar leis ou direitos, isso é tarefa do Congresso Nacional. Além disso, esses dois assuntos acima possuem um lobbie muito forte junto a mídia, também.

Não estou dizendo que homossexualismo é crime, estou apenas citando como exemplo de lobbie junto ao governo, à mídia e ao STF.

Assim, essas duas decisões do STF nada tem de jurídico, mas são decisões políticas visando interesses específicos de grupos específicos.

É a defesa escancarada de assuntos de interesse de "amigos" do governo.

Então fica a dúvida: se até a suprema corte brasileira está corrompida, pois chega ao cúmulo de defender interesses de traficantes (marcha pela maconha), então, caro leitor, aonde vamos parar?

Eu NÃO votei na presidente Dilma e me orgulho disso.

Conforme vimos acima, o tráfico de drogas, segundo a ONU, movimenta entre 300 Bilhões e 400 bilhões de dólares.

Esse valor é igual ao PIB do Chile.

É muita grana, né?

Além disso, a maconha é a porta de entrada ao vício de outras drogas mais pesadas, todo viciado dessas drogas relata que começou na maconha.

Se marchar pela maconha é permitido, então, entende-se que também se poderia marchar pela liberação do sequestro, do assalto a carro forte, pela posse de armas de fogo por qualquer pessoa sem condições mentais pra isso, enfim, se é permitido marchar por algo que é crime e é vendido por criminosos, então, podemos marchar por outras coisas que também são criminosas.

Existe alguma família feliz em ter usuários de drogas em casa?

O governo não tem interesse em combater o tráfico realmente.

Em meu bairro, a qualquer hora do dia ou da noite, é possível encontrar gente se drogando nas esquinas e eu NUNCA vi qualquer repressão por parte das autoridades.

Sejam os governos estadual ou federal, o tráfico é combatido apenas na televisão. A mídia, ao mostrar o combate ao tráfico pelas polícias civil e federal, mostra algo que ninguém, na realidade, vê ao vivo, pois é só na TV e jornais que isso aparece, mas no dia-a-dia, ou seja, no mundo real, isso não existe.

Já temos enormes problemas com drogas legalizadas, qual o sentido em legalizar outras mais?

Isso é absurdo.

É isso.


Christian Brito
_____________

Links da BBC alertando sobre os males da maconha:














25 comentários:

  1. Meu caro Christian (ou Bill, se assim o prefere),
    este assunto é extremamente polêmico e controverso. Assim como você é radicalmente contra a maconha, eu sou radicalmente a favor. Poderia expor aqui dezenas, centenas de argumentos que você rebateria e vice-versa, portanto vou me limitar a dizer apenas uma coisa: você precisa dar mais respeito a quem é usuário de maconha, pois eu sou um usuário e me sinto muito ofendido ao ler artigos tendenciosos como este. Sou pai de família, trabalho pra caramba, pago meus impostos, creio em Deus, sou voluntário em programas sociais, enfim, sou uma pessoa de bem, do bem. Não faço muito menos desejo mal algum a ninguém. Nunca, jamais, roubei ou pratiquei algum ato insano por consumir maconha. Nunca usei drogas (maconha não é droga, é uma erva natural, uma planta criada por Deus) e nunca vou usar, não sou burro, pelo contrário, sou até um pouquinho inteligente, com grau de mestrado e doutorado em minha graduação. Será que devo ser tratado como marginal e continuar tendo que me esconder para fazer uso de algo que não me prejudica (tanto) e que me dá prazer? Devo continuar correndo o risco de ser preso por nossa corrupta e ineficaz polícia? O que mudaria se ao invés de fumar maconha eu fosse um apreciador de vinhos, ou gostasse de tomar minha dose de Whisky após a jornada de trabalho? Eu seria então mais digno, mais correto? Você se diz um pensador livre, então pense nisto: Nem só a figura estereotipada do drogado no fundo do poço, (aqueles zumbis que vemos nas reportagens de televisão) existem. Existem também pessoas "normais", trabalhadores, corretos, conscienciosos, cristãos, que usam maconha de maneira recreativa (e criativa), como eu e muitos amigos meus. Por isso é que sou a favor da liberação, porque creio não merecer ser considerado um marginal, um vilão da sociedade, por fumar minha erva. Por isso também é que peço a você e a todos os que como você são radicalmente contra a maconha que tenham respeito com os usuários, pois é o mínimo que se pode exigir. Ou então, tenho até uma opção: Nos juntemos e façamos uma campanha mundial pela proibição e erradicação de TODAS as drogas, inclusive o álcool, que pelo seu texto você não considera ser uma droga. Mas se você tem a mínima inteligência que parece ter, sabe muito bem que isso é uma utopia absoluta. Enfim, como disse, argumentos a favor eu teria tantos ou mais que você para expor, é como discutir o sexo dos anjos... Apenas tenha um pouco mais de respeito quando for escrever sobre usuários de maconha, OK?? Um abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maurício!


      É interessante como pessoas defendendo o amor ao próximo, a saúde e o bem-estar são tão raras, mas defendendo drogas, além de grande quantidade de gente, ainda o fazem como se estivessem fazendo um enorme bem a humanidade.

      A BBC publicou diversos artigos falando sobre o mal que a maconha causa no organismo humano e inclusive afirma que a maconha é muito pior que o cigarro.

      Entre você e a BBC, fico com a BBC, desculpe.

      Se existe tantas sanções contra o cigarro, qual o sentido em liberar mais uma droga? Uma droga ainda pior?

      Isso é irracional.

      Você, maliciosamente, disse que eu não vejo nada contra o álcool, mas na minha lista de Top 10 (logo a direita) tem uma postagem falando sobre os males do álcool e não há postagem alguma em todo o blog defendendo o álcool.

      Desculpe a sinceridade, mas não creio na veracidade das informações prestadas por você.

      Coloquei fatos em meus texto, fatos comprováveis. Você não fez isso.

      As informações pessoais colocadas por você, com o direito que tenho de não ser obrigado a engolir tudo, não creio que seja tudo verdadeiro, desculpe.

      A anedonia é umas das primeiras consequências do consumo da maconha, e a principal característica é o abandono às atividades vitais do indivíduo como trabalho, estudo e família, além de uma redução na noção natural de certo e errado. Isso tudo é comprovado cientificamente, veja os artigos da BBC.

      Além disso, o consumo da maconha tira a sobriedade do indivíduo, assim como o álcool também faz isso.

      Maconha não é droga? Gostaria muito que PROVASSE isso.

      Como disse, prefiro acreditar na BBC.

      Talvez você tenha descrito aquilo que foi um dia, mas com a maconha, com certeza, não será mais.

      Pense nisso.

      Fique com Deus.


      Abaixo coloquei alguns artigos da BBC:


      “Cientistas apontam danos da maconha no cérebro“:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2007/04/070430_maconhaesquizofreniafn.shtml

      “Cigarro de maconha ‘causa os mesmos danos de 5 de tabaco‘”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2007/07/070731_maconhaefeitos_fp.shtml

      “Maconha ‘pode antecipar sintomas de esquizofrenia‘”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2005/12/051201_maconhams.shtml

      “Maconha prejudica fertilidade de homens, diz estudo”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2004/03/040331_maconharc.shtml

      “Maconha pode ‘dobrar o risco de doenças mentais‘”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2005/03/050301_maconhamtc.shtml

      “Maconha aumenta chances de derrame, diz estudo”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2005/02/050208_maconhaebc.shtml

      “Pesquisa liga uso de maconha a agressividade“:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2006/02/060201_maconhacriancarc.shtml

      “Maconha pode aumentar o risco de psicose, diz estudo”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2007/07/070727_maconhapsicosefn.shtml

      “Maconha é mais cancerígena que tabaco, diz estudo”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/01/080130_maconhacigarro_mb.shtml

      “Fumaça de maconha é mais tóxica que de cigarro, diz estudo”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2007/12/071219_maconhafumacafn.shtml

      “Maconha pode afetar cérebro de fetos, diz estudo”:
      http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u413189.shtml

      “Maconha pode ‘encolher o cérebro‘, dizem cientistas”:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/06/080603_cannabiscerebro_mp.shtml

      “Maconha tem efeitos psicotrópicos cada vez mais poderoso”:
      http://afp.google.com/article/ALeqM5h4xQ9EcNp61_JNF8TWtBZZxqmlNw

      “Estudo liga uso de maconha a câncer de testículo“:
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2009/02/090209_maconhacancertesticulo_ba.shtml

      Excluir
    2. Meu caro Bill,
      como falei em meu outro comentário, é inútil querer debater quando duas pessoas tem opiniões tão distintas e opostas. Você é conservador, eu sou liberalista, você tem ideias e conceitos de direita, eu de esquerda. Nunca chegaremos a um acordo. E na verdade, não quero mesmo entrar em acordo com quem se baseia na BBC, uma emissora francamente conservadora e diversas vezes acusada de transmitir matérias mentirosas e tendenciosas (http://averdadeaqui.wordpress.com/2011/06/18/bbc-e-acusada-de-transmitir-mentiras/) para formar sua opinião.
      A prova de que maconha não é droga é muito simples, o conceito de droga é uma substância que precise ser manipulada ou sintetizada por alguém para depois ser consumida, exemplos: álcool, açúcar, cocaína, anfetaminas... maconha não precisa de nada, é apenas uma planta natural, nada mais...
      Este seu conceito e afirmação sobre anedonia é falso e mentiroso, pelo menos no que concerne à Cannabis. E se precisa de provas também para isso, eu e muitos, (mas muitos mesmo) amigos meus somos consumidores e usuários de cannabis há mais de 30 anos. Se os fatos que você cita tivessem um mínimo de credibilidade, a esta altura eu e meus amigos e amigas já estaríamos todos completamente loucos e alucinados, com demências mentais irreparáveis, não é?? E porque isso não aconteceu? Porque continuamos sendo pessoas de bem, trabalhadores, pais e mães de família, responsáveis e conscienciosos?? Simplesmente porque seus conceitos e pré-conceitos são errados, são fruto de uma marginalização e proibição que começou por motivos econômicos e financeiros, gerado pelos norte-americanos (que hoje se rendem à verdade e em quase todos os estados americanos a cannabis já está liberada ou descriminalizada). Veja mais em:

      http://super.abril.com.br/ciencia/verdade-maconha-443276.shtml

      E como você, entre minha experiência de vida (tenho 50 anos muito bem vividos) e a BBC, eu fico com minha experiência. Você encheu sua resposta com links da BBC contra a maconha, em contrapartida, tenho também alguns links para você se informar um pouco mais e não ficar à mercê de uma única e tendenciosa fonte:

      Veja os links ao final desta postagem:

      http://gente-estranha.blogspot.com.br/2012/03/lendas-urbanas-sobre-maconha.html

      Estes são apenas um ínfimo exemplo de estudos e fatos comprovados cientificamente falando a favor da maconha, a quem se dispuser a pesquisar e estudar imparcialmente a questão, muitos, centenas, milhares de outros podem ser encontrados (assim como algumas dezenas de artigos que contestam e discordam da maioria).
      Volto a repetir, não adianta discutirmos, nunca chegaremos a lugar nenhum, pois então que fiquemos assim, eu com a minha maconha e você com sua intolerância, OK?? Correndo o risco de me tornar chato e repetitivo, digo: Só desejo ser respeitado, a única coisa que não admito é ser execrado por quem não tem conhecimento de causa e usa seu espaço e sua opinião para falar mal de pessoas de bem como eu, pois não mereço isso, sou tão homem, tão pai, tão cidadão, tão cristão, tão humano quanto você. Não sou menos digno porque fumo maconha. É demais pedir por este respeito? Não lhe desejo mal algum, muito pelo contrário, nem espero que sua opinião mude, assim como a minha não irá mudar.
      Um abraço e que deus te abençoe

      Excluir
    3. Olá, Maurício!

      Desculpe a demora em responder, não participei muito deste blog nos últimos 20 dias.

      Mas ainda fico com a BBC, afinal, esse episódio mencionado no link refere-se a um caso isolado e não desmerece a BBC como você quis insinuar. Afinal erros todos os órgãos da grande mídia cometem, como a Globo, a Veja etc. Em relação à reportagem sobre a maconha, se alguém a tivesse contestado, então eu ficaria contigo, mas isso não ocorreu.

      A Superinteressante que você mencionou deixou de ser científica há muito tempo, inclusive já colocaram até reportagens dizendo que gnomos existem, por exemplo.

      O blog Coisas Estranhas e Curiosas, cujo link você postou, é apenas um blog, assim como o meu. Lá alguém colocou sua opinião, assim como aqui coloquei a minha, apenas isso. Eu posso ser contestado, pois não sou uma autoridade científica, assim como o autor do blog Coisas Estranhas e Curiosas também não é e também pode ser contestado.

      Você prefere ficar com sua experiência, tudo bem, entretanto não conheço você, não sei quais são de fato as suas experiências, desculpe a sinceridade, mas eu não posso considerar apenas a sua palavra como prova disso ou daquilo.

      Minhas conclusões também são baseadas em experiências, existe um grande problema com drogas em meu bairro e isso está condenando essa região à decadência, infelizmente. A esmagadora maioria dos usuários usa maconha, fumam bem em minha calçada. Sinto-me refém em minha própria casa.

      Como você disse: cada um tem sua opinião. Você se baseia em suas experiências e eu nas minhas.

      Você disse que é um homem de bem, talvez seja verdade, mas ainda não vi um maconheiro que fosse uma pessoa de bem, sinto muito, mas realmente nunca vi.

      Creio que não há mais nada a ser dito sobre isso.

      Agradeço a participação.

      Deus abençoe!

      Excluir
  2. Você me convenceu! Já não bastam a fome, a morte e a miséria que tem se disseminado pelo mundo, vocês políticos corruptos ainda querem ser mais desastrosos com a gente de nosso país?
    E você meu amigo? Quer ver seu filho se entupindo de maconha legalmente? Acorda Brasil! Vai mais um probleminha aí pra nossas famílias de trabalhadores honestos? Ué! Não to entendo agora tudo pode? E você brasileiro? Não tá nem aí né? Ta bom assim? Eu? Eu sou contra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, amigo! Concordo contigo.

      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
    2. Meu caro Danilo, respeito sua opinião, como respeito qualquer outra, você tem todo o direito de ser contra, afinal, o que seria do amarelo se todos gostassem do azul, ou do verde (sic)?? Você pergunta se quero ver meu filho se entupindo de maconha... Porque se entupir?? Quer dizer que quem consome maconha passa o tempo todo "entupido" e entorpecido, alheio à razão e à realidade?? Puxa, como vc é mal informado se pensa assim... Se tem esta visão é porque um estereótipo de maconheiro safado e vagabundo foi arraigado em sua concepção, mas te garanto, ela está absurdamente errada, pois sou maconheiro sim, com orgulho, e nunca fui nem nunca serei nem safado nem vagabundo.

      Excluir
    3. Ta explicado porque é um otário : "cristão protestante". A maconha vai ser liberada e o trafico junto com a violencia causada por ele vai diminuir drasticamente.A maconha é o melhor antidepressivo nao invasivo. Ninguem morre por overdose de.maconha. Maconheiros nao sao agressivos.Maconha é um analgésic natural. Maconha ajuda no tratamento do câncer (contem náuseas, dores e desconfortos causados no tratamento de quimio e radioterapia) . Maconha é um auxiliar nos problemas fisicos e psocologicos e sim logo logo vai ser liberada, doa quem doer. :)


      Espero qie voce tenha filhos maconheiros , gays e viciados.

      Excluir
    4. Olá, amigo!

      "cristão protestante", então esse é o problema?

      Então é o preconceito religioso que o estimula a se drogar?

      Sempre digo que não há inteligência no preconceito, tá aí mais uma prova de que isso é verdade.

      Quanto aos efeitos da maconha, prefiro ficar com o que a BBC de Londres (que não é protestante) afirma: maconha é nociva.

      Também sugiro uma lidinha no texto da postagem, pois tenho certeza que você não leu nada.

      Além das drogas, a ignorância também é um mal crônico neste país, infelizmente.

      Excluir
  3. Burro.

    E essa bosta de texto está na primeira página do dihitt. Sinal que os votos que a notícia recebem não quer dizer absolutamente nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque eu não sou você.

      Excluir
    2. É mesmo? Não diga! Que incrível!!

      Mas voltando ao assunto, você é inteligente por que?

      Excluir
    3. Porque eu não sou um crentinho de merda como você.

      Excluir
    4. Caramba cara!! Como você é intelectual! kkkkkkkkkkkkkkk

      Então, ofender é tudo que você sabe?

      Que lixo!

      Ainda bem que não sou drogado e marginal como você, senão também já teria queimado meus neurônios com essa erva maldita.

      Então... Já escolheu o pai de família que vai assaltar hoje?

      A propósito, você ainda não me respondeu, você é inteligente por que?

      Excluir
    5. Não preciso assaltar ninguém não. O que você ganha de salário é o que eu gasto com a ração do meu cachorro.

      Se quiser eu posso te pagar uma quentinha. Uma pra você, pra sua mãe e para o seu pai (isso se você souber quem é o seu pai).

      Excluir
    6. Pois é, heim, amigo! Eu sei que tráfico dá MUITO dinheiro, não precisa contar vantagem.

      Eu sei quem é meu pai, mas acho muito difícil que você saiba quem é o seu. hehe


      Pelo seu modo de falar e argumentar, imagino que deve ter feito até a 4ª série, acertei?

      Ou será que foi menos?

      Então não precisa dizer por que é inteligente, já vi que não é (ainda se lembra do assunto inicial, né?).

      Então pode ir fumar e cheirar tranquilo, vá procurar unicórnio cor-de-rosa em suas "viagens" e me deixa em paz, pois ao contrário de você eu não tenho tempo pra ficar perdendo com conversa inútil.

      Excluir
  4. Parabéns Bill!
    Todo viciado já é digno de pena, pois precisa de algo totalmente dispensável pelo organismo humano e requisitado somente pela sua mente doente.
    Se fosse só isso seria bom ver esses caras sumindo no buraco das suas entranhas e deixando o mundo para as pessoas boas e normais, mas o duro é que, antes de irem embora, se tornam arrimo do narcotráfico e toda a cadeia de violência de forma que quando tiverem algum ente querido morto estupidamente pelas ruas, terá a sua mão suja com esse sangue.
    São tão estúpidos que não conseguem nem perceber isso, motivo pelo qual, creio que a Lei correta deveria ser sim pena de morte pra viciado, pois são eles o coco social que deve ser extirpado, o restolho que nada produz, o substrato das fezes mentais da humanidade que sustenta gemnte igual ou pior.
    Infelizmente esses doentes são produto de famílias dilaceradas pela escorneação, com pais desgraçados pela fraqueza e atitudes deles herdadas geneticamente.
    É triste, mas tem que ser por aí!

    Kéfren

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kéfren!

      Sempre bem-vindo, amigo!

      Nosso povo está perdido, doente, abandonado, cego, surdo e mudo, mas nem se deu conta disso. Tem as novelas, o carnaval e a mídia comprada que o faz pensar que o mal é o bem e o bem é o mal.

      E ainda se considera um povo feliz.

      Lamentável!

      Excluir
  5. Respeito a usuário de maconha?
    Maconheiro merece é porrada. Ahahah... só essa que me faltava.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, amigo!

      Pai de família não merece respeito e nem qualquer tipo de auxílio-governamental, mas bandido recebe dinheiro pra estar preso.

      É o fim da picada!

      Excluir
    2. AMO MACONHAAAAAA!!! E lela vai ser liberada ahahahahaha

      Excluir
  6. Nossa quanta babaquice neste seu texto Bill, francamente. Claramente sua opinião foi formada olhando pra aqueles tantos caras mau encarados que ficam na calçada da sua vizinhança te olhando feio e te ameaçando, mas bill vou te falar uma coisa que vai te deixar mais aliviado, aqueles não são maconheiros, são bandidos, marginais, escórias que fazem mau as pessoas de bem. Vc já ouviu falar que todo bandido é maconheiro mas, nem todo maconheiro é bandido? Pois é a pura verdade, pode acreditar irmão (desculpe, não tenho um link da bbc pra provar isso) Vc deixa claro que não sabe nada sobre a maconha a não ser o que essas matérias tendenciosas e loucas por ibope da bbc dizem e a sua percepção preconceituosa te permite.
    Melhor sorte pra vc na próxima.
    Liberdade de escolha e Paz é o que desejo a todos.
    Adeus Bill

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço você?

      Bem, eu provei meus argumentos com fatos e estudos, gostaria que provasse os seus.

      Excluir
  7. Parabéns Bill, pela excelente matéria sobre este tema tão importante. Observe que a ameba maconheira se intitula "Anônimo". Ou seja não é capaz nem de assumir sua posição com o próprio nome, só por ai já se observa os resultados maléficos da ervinha em seus já míseros neurônios de nascimento (e em redução vertiginosa).

    ResponderExcluir