Seguidores

sábado, 30 de abril de 2011

Meus desenhos - Guerreira espacial


 
Mais um singelo deseinho, aqui eu tentei retratar uma amiga que conheci no Skoob (que é uma rede social voltada especificamente para leitores). Essa amiguinha mineira de Sete Lagoas gosta MUITO de poesias (hehe), por isso é filiada ao Skoob. Essa frase que ela diz aí no desenho é para este humilde e precário ilustrador que vos fala, essa amiga é adepta de esportes radicais (adepta, segundo ela mesma, do SAI - Sedentarismo de Alto Impacto) e sempre me incentiva a praticar esportes, pois técnicas de motivação também são sua especialidade, então ela sempre diz que vai arrancar meus dentes da frente sem anestesia, dar uns tapas, entre outras técnicas motivacionais para me incentivar a praticar o saudável hábito de correr, por isso moro a uns 600 Km longe dela, em segurança (olhei no Google mapas, se eu fosse até lá a pé, levaria entre 6 dias e 2 horas a 6 dias e 15 horas. É pertinho, um tirinho de espingarda, rsrs).

Ela me pediu esse desenho delicadamente, por isso o fiz em tempo recorde, afinal, pediu com "delicadeza", rsrs.

É uma menina super divertida, se fosse tentar a sorte como humorista de Stand-up comedy, se daria muito bem, com certeza.

Se tu, amigo visitante, quiseres ver a imagem em tamanho maior, basta clicar nela.

Abaixo uma música para teu deleite enquanto aprecias o desenho, se não gostares do desenho, então, pelo menos, aprecies a música. hehe

Abraços.

Christian Brito


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Seus problemas fogem do seu controle?



A vida é uma montanha russa, às vezes você está lá em baixo e outras vezes você está em cima, mas o que fazer quando você não consegue sair lá de baixo? Parece que a provação não acaba nunca (no caso de muitas pessoas duram anos).

Quando um grão de areia entra em uma concha, aquele grãozinho começa a ferir o pequeno animal que está ali dentro, o animal para não morrer , reage, liberando uma substância chamada Madrepérola, e daquele grão de areia (algo que veio somente para feri-la) nasce uma linda pérola, uma das belezas mais puras da natureza.

Quero dizer, meu amigo, que se entrou algum problema na sua vida (concha), você deve achar nele um motivo para formar uma bela pérola, você não deve morrer, por que se Deus permitiu essa prova é porque você pode passar por ela, então se levante jovem e forme desta luta uma pérola para sua vida, e se você acha que não conseguirá sozinho meu amigo, olhe para Deus, porque mesmo que você não veja, ele está bem perto de você, lhe forjando no fogo, ele sabe que você é prata e que é sensível, então ele está disposto a lutar ao seu lado amigo, não sairá de perto de você porque ele quer filhos bem forjados, ele quer uma prata bem forjada, dê o seu melhor.

________________
 
Pergunta feita por Dr. Light no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta dada por Alane Poison à pergunta de Dr. Light.
 __________________


Sim, não posso controlar tudo, e eu sou uma pessoa bastante metódica e organizada.

Gosto de tudo arrumado, de finalizar tudo que começo a fazer, fechar meus ciclos a contento enfim... E se há algo que me desestrutura, é quando uma situação sai do meu controle, e isso envolve minha pessoa.

Já tive momentos bem difíceis, já senti a morte querendo me levar, após uma cirurgia em um quarto, os médicos me deixaram lá e eu tive hemorragia, eles não viram, eu senti que estava morrendo, nossa que coisa horrível... E nisso entrou um enfermeiro e viu que eu estava com uma grande hemorragia, me socorreu e eu fui salva. Entre outras coisas que me passaram. Então eu penso, somos seres limitados, sem Deus não temos autossuficiência para as coisas mais essenciais da vida que são: a cura interior e do próprio corpo, autonomia e méritos para a salvação, então, necessitamos sim de Deus, e do sacrifício de Cristo.

Quem precisaria de Deus se tivesse tudo sob seu controle?

É nesse momento de fragilidade que muitos entendem que nada são e precisam sim da remissão, então essa falta de controle é um bem que temos, pois nos quebranta e nos faz ver nossa falibilidade.

Abço.


Religiosamente... Você está mais para corajoso (a) ou covarde?


________________
 
Pergunta feita por Carla no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta dada por Bill à pergunta de Carla.
 __________________



Oi, Carla!

Todo covarde é um traidor em potencial, pois em qualquer ameaça está disposto a trair família, amigos, e suas próprias convicções inclusive.

Não sou assim.

Isso, entretanto, nada tem a ver com medo de assalto, por exemplo, e nem com o fato de se meter a "valentão" contra alguém armado.

Coragem e burrice não são sinônimas.

É isso.

Bjs,

Graça e paz.

"Amar é apenas entender. Porque quando os dois amantes se sabem tudo é ser."O que você imagina quando lê isso:?



Recebi uma linda carta e nela haviam frases de uma profundidade incrível, dificilmente eu fico sem saber de fato o que a pessoa quer dizer, mas nesse caso, sempre fico pensando...

Essa frase no entanto eu compreendi em sua essência, mas gostaria de dividir isso com vcs, pois achei a frase de uma beleza incrível.

Bjus!

________________
 

Resposta dada por Fernando Santoz à pergunta de Alane Poison.
 __________________



Cumplicidade é tudo...

Quando duas pessoas são cumplices, nada mais há que se dizer...
Se sabem, se completam e são um..

bjim e boa noite...

No “Dia da Mentira” a pergunta nada bíblica que não quer calar: você acredita que o escrito “É tudo Verdade”?





NOTA:

sem blasfêmia. acabei de assistir mais uma vez ao filme “é tudo é verdade” orsom wells e a pergunta ficou na minha cabeça. que não pensem que estou a blasfemar. não faz o meu gênero. o respeito a próximo, mesmo que ele esteja cada vez mais distante, tem sido um marca na minha formação que carrego como se fosse uma tatuagem no meu peito.

sei, ainda, que o espaço não é próprio para discussões mais profundas e alongadas. assim mesmo. recados. acredito ser esse espaço próprio para isso. também sei que as mais diversas correntes religiosas que grassam este espaço guardam e defendem as suas opiniões. mesmo sendo parábolas, algumas são inverossímeis. muitos confundem metáforas com realidade. por mais que alguns se esforcem, fortifiquem a sua fé, não conseguem acreditar em tudo que ali está escrito.

mas, para não encher mais os olhos de vocês, fico por aqui. sejam todos felizes. e que todos aprendam a separar as mentiras das verdades. escritas ou não...
            carmem e sempre carmem. a irmã (verdadeira) das manhãs.


________________
 

Resposta dada por Bill à pergunta de Carmem Germana Parente.
 __________________

Oi, Carmem!

Sim, sem dúvida, creio que é verdadeira.

A Bíblia possui coisas que só Deus poderia saber, ninguém mais.

A Bíblia fala de evolução, por exemplo. Como pastores de ovelhas poderiam descrever o processo evolutivo no primeiro capítulo de Gênesis, se nem os egípcios com seu profundo conhecimento sabiam disso?

Dá uma olhadinha aqui.

Isso, entretanto, é apenas UM detalhe.

Porém, sabemos que a Bíblia hoje em dia é alvo de muitos questionamentos que a tornam impopular. Entretanto, a maior parte desses questionamentos está relacionada com o que fizeram em nome dela do que em seu conteúdo. O modo como a usaram ao longo da história é que é o verdadeiro problema.

A Bíblia (e Jesus também) recebe a culpa por coisas que não fez, por ordens que não deu e por algumas crenças que não criou (por incrível que pareça).

Jesus é o maior laranja da história e a Bíblia, idem.

Mas se seu conteúdo fosse colocado em prática, no modo como está escrito, as pessoas não precisariam de grades nas janelas, não haveria pessoas passando fome, não haveria trolls no YR, rsrs. O mundo seria outro, seria melhor, teria paz.

É isso.

Bjs,

Graça e paz.



Tecnologia, poder, hipocrisia e libertinagem, por onde haverá conciliação ou destaque?



Vou começar falando da grande conspiração capitalista contra a humanidade. Quem já leu algumas obras que falam sobre isso como "O protocolo dos sábios do Sião" (Obrigado Bruska) verá que tudo o que acontece na política mundial é cuidadosamente arquitetado e sincronizado por gente que pensa nos mínimos detalhes.

Os homens do poder, como até mesmo nosso presidente, dentro do âmbito que lhes compete, são peças num tabuleiro mundial que obedecem a movimentos absolutamente sincronizados e com intenções delineadas de domínio das massas. Documentários, filmes e reportagens sobre os "11 de setembro", "Osama Bin Laden", "Saddam Roussein", "Bento XVI", mas, nada mais do que ações engendradas para criar um apelo político mundial e justificar ações belicosas que visam abarcar a humanidade inteira, subjugando-a e a mantendo calma dentro de padrões previamente estabelecidos e previstos, de forma que enriqueçam às pessoas certas e escravizem-nas da mesma forma.

Se você parar pra refletir e observar bem, verá que a evolução tecnológica chegou ao seu ápice. Hoje um sul americano médio vive melhor do que os Reis da Renascença e todos os anteriores. Esgoto, energia elétrica, máquinas que dinamizam o trabalho e nos dão tempo em tarefas outrora custosas; alimentação diversificada e barata graças às técnicas genéticas e de enxertia, bem como outras que envolvem ecologia e processos de plantio orgânicos e similares que começam a dispensar o uso de agrotóxicos e outros pesticidas; celulares, computadores, TVs de LCD e similares, passagens aéreas de baixo custo, água mineral, roupas baratíssimas, relógios, rádios, aparelhos de som, MP3 e uma miríade de coisas que ultrapassam o limite da utilidade real e se tornam até supérfluas. Assim, surge a primeira pergunta, mas com o uso do verbo no sentido existencial e não como expressão de conforto delinquente:

Se ultrapassamos os limites do essencial, o que a indústria do “não preciso” vai inventar para alienar os macaquitos?

Invenções cosméticas que prometem restituir juventude ou ao menos simulá-la, tais como implantes de silicone, Botox, cirurgias, transplantes, etc., todas elas adulterando o curso normal da vida no caráter biológico. Gente que começa a consumir tudo o que a TV mostra, crendo que todas as informações sejam verdade. Qualquer hora, teremos esterco como “Elixir da juventude” e o substrato das baias valerá ouro!

Mas observe que enquanto alguns usufruem dessas novidades, a maioria está alienada e sofrendo processos de cobaia em campo de testes armamentistas. Como alguém pode admitir a palavra “Insurgente” sendo usada contra um cidadão que luta pela sua pátria contra outra invasora que assim o denomina?

Não tendo mais o que conquistar, o mundo deverá se tornar algo mais evidente. Enquanto alguns povos vivem premidos pelos processos de Guerra e Dominação, outros que têm acesso à tecnologia vão se tornar “Romas” dos excessos, admitindo tudo o que é decadente, como podemos ver com relação às drogas, sexo e comportamento social alienado.

A diferença é que antigamente, não havia informação, mas hoje, só não sabe quem é boçal e ímprobo. Assim, a humanidade futura deverá ser moldada por uma minoria pensante que mudará os termos da relação entre a subsistência e a luxúria da índole humana.

Os débeis e inúteis mentalmente deverão assim se assumir, se tornando serviçais sem direitos iguais aos seus senhorios. Os mais inteligentes serão a casta superior encerrada “in vitro”, separada em metrópoles especiais e os grandes manipuladores ( terceiro grupo), viverão nesses centros na mais perfeita tranquilidade. Tal e qual Aldous Huxley em seu “Admirável Mundo Novo” haverá graus e as drogas dadas aos “animais de carga” serão licenciadas. Da mesma forma a luxúria condenável, habitará a vida dos poderosos e manipuladores.

Portanto, o capitalismo nos assegura esse futuro com sua tecnologia díspar da integração social.

O que seria então melhor:

Viver assim ou voltar aos tempos da Lei rígida onde vale a hipocrisia dos valores morais que disfarçam essa trama?

________________
 
Pergunta feita por Kéfren no sítio Yahoo!Respostas.

Resposta dada por Bill à pergunta de Kéfren.
 __________________


Olá, Kéfren!

Você disse: “tudo o que acontece na política mundial é cuidadosamente arquitetado e sincronizado por gente que pensa nos mínimos detalhes.”

Pois é, véio! É por ai mesmo. Acertou em cheio. Texto muito bom.

Qualquer um que queira pensar um pouco pode chegar a essas mesmas constatações, pois se tornam mais evidentes a qualquer dia, caminhamos visivelmente para uma padronização de pensamentos, ideias e valores.

Porém, não creio que haja valores morais que disfarçem essa trama, acredito que, na verdade, essa trama visa exatamente a destruição desses valores.

Observe:

O que é liberdade?

É fazer tudo o que dá na telha?

O humano primitivo, assim como demais primatas primitivos, brigavam por comida, território e fêmeas (sexo).

Na mente das pessoas de hoje, é ainda mais simples, pois basta sexo, drogas e rock 'n' roll.

A liberdade de hoje significa ficar como um bicho, ou seja, escravo de instintos e desejos, sem controle. Além disso, a ideia de viver apenas o aqui e agora significa a ausência total de responsabilbidades ou noção de consequências, assim como um animal.

Pra um controle universal efetivo, esse tipo de pensamento facilita (e muito) qualquer controle.

Ao aprender que libertinagem pode comprometer minha saúde, que o amor ao próximo produz uma valorização do ser humano e, ainda, tem o respeito como a primeira característica e, por consequência, um desenvolvimento social real se torna necessário para garantir esse respeito e a valorização mútua, então, valores devem ser eliminados, pois um controle universal visa a subjugação humana, pois se me vejo como alguém com valor e entendo que sou mais que um simples animal, então rejeitarei esse controle e lutarei contra ele.

O caos gerado pela ausência de qualquer tipo de valor moral facilita e incentiva ações como roubos, assassinatos, tráficos e etc.

As novelas no Brasil detonam qualquer valor moral.

Já reparou que sempre que alguém morre por uma bala perdida, essa bala é sempre da polícia, nunca é do bandido? Mas como sabem que é da polícia, se a bala é perdida? Já reparou também que SEMPRE morrem inocentes, sempre que alguém morre em um tiroteio, o morto é sempre uma pessoa de bem? Parece que bandidos não participam de tiroteios, é apenas polícia contra o povo.

O governo aprovou uma lei que dá um bom dinheiro para a família do marginal enquanto ele estiver preso, mas a família da vítima nada ganha, nem um centavo sequer (ficou sabendo disso?).

A favela é o habitat natural do traficante, a polícia não pode entrar em todos os lugares, logo, acabar com as favelas seria algo óbvio a fazer, mas a Globo e o restante da mídia diz que a “cultura” da favela não pode ser violada. Mas quem se beneficia com essa ideia? É o povo ou é o traficante?

Qualquer filme brasileiro mostra o bandido como um coitadinho vítima do sistema malvado, um injustiçado. Cidade de Deus é assim, Carandiru, idem e muitos outros filmes. Apenas Tropa de Elite mostra bandido como um bandido (tenho certeza que no segundo filme não será mais assim, não vão deixar).

Sei que você é um sujeito bem informado e com certeza percebeu que o aumento da criminalidade tem coincidido com o afrouxamento da legislação penal. Estranho, não?

O crime organizado brasileiro é igual a máfia Siciliana, pois está infiltrado no governo e também na mídia.

O crime no Rio aumentou drasticamente, mas o govenador foi reeleito no primeiro turno com mais de 60% dos votos. Estranho também, não?

Essa é a manipulação que você disse, pois curiosamente, no mundo todo esse fenômeno se repete.

Olhe só que filmes interessantes:

As Loucuras de Dick e Jane – com Jim Carrey

O Plano Perfeito – com Denzel Washington

Ladrão de diamantes – com Pierce Brosnan

Uma saída de mestre – com Charlize Theron

Todos esses filmes (que passaram na mesma época, com pouca variação de tempo entre eles) mostram o crime como algo normal, como algo que compensa, uma forma de ganhar a vida como qualquer outra.

O Daniel Fuser, logo acima, até cita Nietzsche para legitimar o roubo (olhe aqui )

A ausência de valores torna a pessoa suscetível a aceitar qualquer coisa, mas qualquer coisa mesmo. Pra piorar, se essa pessoa só pensa no hoje e prazer é tudo que interessa, então, pode comer merd... que continuará feliz, pois sua mente não vai além disso.

As leis de Deus visam proteger-nos disso tudo e a ausência delas tornam possível qualquer tipo de manipulação (a supervalorização dessas leis também facilitam a manipulação).

O verdadeiro perigo, então, está em anular o bom senso. Quando tiver um tempo, dê uma lidinha neste texto sobre moral, por favor.

De fato, algo está acontecendo, mas não creio que seja o capitalismo, pra mim, é algo maior e bem pior, muito pior.

É isso.

Abraços,

Graça e paz!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Como você evita julgamentos?

Ou você não os evita?



________________
 
Pergunta feita por Najinha no sítio Yahoo!Respostas. 

1º Resposta dada por Alane Poison à pergunta de Najinha.

2º Resposta dada por Bill à pergunta de Najinha.
 __________________

 Alane Poison:


Nem sempre são inevitáveis, a compreensão é uma habilidade que se busca.

Somos programados para selecionar, catalogar e avaliar.

E subliminarmente somos bombardeados por valores que muitas vezes introjetamos sem criticar, e saímos a repetir tais comportamentos ou frases feitas, sem compreender. Nesses momentos sei que julgo.

Então para evitar, o importante é entender meu processo interior, ter uma postura autocrítica e buscar a compreensão por meio da solidariedade, que é colocar-se no lugar do outro.

Bjus!


 __________________

Bill:


Oi, Najinha!

Tento evitar julgar as pessoas, nem sempre consigo.

Mas evitar que me julguem, é impossível.

Nem sempre uma opinião é fundamentada em verdades, basta alguém mal intencionado para destruir toda a sua reputação em meio a pessoas que não te conhecem e não querem te ouvir.

Trabalho em um quartel e aqui existe um sistema de castas bem ao estilo indiano.

Como sou civil, então, estou na parte mais baixa desse sistema (eu e todos os civis do Brasil, na mentalidade deles). Por isso, não sou ouvido NUNCA, nem quando se refere a coisas de meu interesse.

Certa vez me desentendi com um capitão, deu um rolo danado, aí fizeram sindicância para apurar os fatos, mas apenas o capitão foi ouvido, eu fui sumariamente ignorado.

O subcomandante do quartel mandou que o sindicante me dissesse para "assumir" a culpa, pois assim evitaria mais complicações. Aí em minha defesa (por escrito para o sindicante), eu ameacei processar todo mundo, inclusive o comando, ajuntai provas e testemunhas e formulei por escrito uma acusação de assédio moral contra o capitão.

Bem, o capitão, obviamente, não foi punido, mas como são covardes, eu também não fui. Arquivaram o processo e tudo ficou "por isso mesmo".

Em um ambiente assim, a imagem de alguém pode ser destruída e a reputação literalmente jogada na lama, pois as pessoas são "diferentes", algumas são sempre certas e outras sempre erradas, a verdade é apenas um detalhe incômodo.

Fora dos quarteis não é tão diferente assim, pois quando você não faz parte de determinado grupo, você será tachada de tudo que é ruim, mesmo que haja falsidade ou que você nem fique sabendo.

Por isso tento ao máximo não julgar, acredito que você já deve ter percebido isso aqui no YR, pois sei, na pele, como isso é terrível.

É isso.

Bjs,

Graça e paz.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Arnaldo Jabor



Olá, amigo leitor!

Logo abaixo, eu coloquei alguns vídeos de Arnaldo Jabor.

Como sabes, este comentarista de TV é bem polêmico em suas opiniões e constrangedoramente verdadeiro em muitas delas.

Ei-lo:









Graça e paz.

Hoje, 1º de abril marca os 47 anos do fatídico golpe civil-militar de 1964?



Nesta triste data da história brasileira, vale à pena recordar os editoriais dos jornais – que clamaram pelo golpe, aplaudiram a instalação da ditadura militar e elogiaram a sua violência contra os democratas. No passado, os militares foram acionados para defender os saqueadores da nação.

Abaixo, as manchetes de alguns jornais na época:

“Desde ontem se instalou no país a verdadeira legalidade... Legalidade que o caudilho não quis preservar, violando-a no que de mais fundamental ela tem: a disciplina e a hierarquia militares. A legalidade está conosco e não com o caudilho aliado dos comunistas”. Jornal do Brasil, 1º de abril de 1964.

“A população de Copacabana saiu às ruas, em verdadeiro carnaval, saudando as tropas do Exército. Chuvas de papéis picados caíam das janelas dos edifícios enquanto o povo dava vazão, nas ruas, ao seu contentamento”. O Dia, 2 de abril de 1964.

“Pontes de Miranda diz que Forças Armadas violaram a Constituição para poder salvá-la”. Jornal do Brasil, 6 de abril de 1964

“Um governo sério, responsável, respeitável e com indiscutível apoio popular, está levando o Brasil pelos seguros caminhos do desenvolvimento com justiça social – realidade que nenhum brasileiro lúcido pode negar, e que o mundo todo reconhece e proclama”. Folha de S. Paulo, 22 de setembro de 1971.

“Ressurge a democracia! Vive a nação dias gloriosos... Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas que, obedientes a seus chefes, demonstraram a falta de visão dos que tentavam destruir a hierarquia e a disciplina, o Brasil livrou-se do governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua vocação e tradições. Como dizíamos, no editorial de anteontem, a legalidade não poderia ter a garantia da subversão, a ancora dos agitadores, o anteparo da desordem. Em nome da legalidade não seria legítimo admitir o assassínio das instituições, como se vinha fazendo, diante da Nação horrorizada”. O Globo, 4 de abril de 1964.

Diante das atrocidades causadas pela ditadura militar, onde centenas de vidas inocentes foram ceifadas e diante da censura imposta à liberdade de imprensa, hoje sabemos que este período foi uma mancha negra na história do Brasil.

Abraços a todos.

________________
 

Resposta dada por Bill à pergunta de Olhar Crítico.
 __________________


Bill:


Bom dia!

A maior desgraça de nossa história foi a Ditadura militar. O golpe teve motivos justificáveis na época, pois havia riscos de uma ditadura de esquerda, mas o erro dos militares foi continuar no poder ao invés de convocarem novas eleições e assim implantaram uma ditadura de direita (tão ruim quanto a outra). Estou no Exército há 12 anos e garanto, não há hierarquia no Exército Brasileiro (como há em exércitos de outros países), o que há é um sistema de castas. Em um sistema de castas, existem pessoas superiores e inferiores (literalmente falando), por isso não há e não pode haver igualdades.

Por isso a área social foi ignorada.

Na prática, era um sistema idêntico à nobreza no tempo do império, ou seja, o povo era considerado plebeu. Por isso o ex-presidente general Figueiredo disse que preferia o cheiro de cavalos ao cheiro de povo, pois o povo, para eles, é a casta mais inferior e, portanto, sub-humano (literalmente falando).

Todos sabemos que na ditadura o lado social foi totalmente ignorado e apenas empresários, ricos e poderosos eram atendidos. Isso ocorreu, pois não era a economia do país a principal motivação para toda essa atenção aos empresários, mas a manutenção das castas superiores no topo. Como todos sabem, a enorme distância social entre ricos e pobres foi agravada no período militar, pois um PIB alto sem distribuição de renda significa muito, mas muito mais riquezas para quem está no topo, PIB alto e miséria do povo significa concentração de renda.

Apenas a nobreza pode ter dinheiro, entende?

É por isso que a verdadeira riqueza de um povo é medida pelo IDH e não pelo PIB.

É isso.

Graça e paz.

Morrer é encantar-se ou trocar de roupa e mudar para outra cidade?



NOTA:

porque mistério sempre há de pintar por aí...

em tempo: nunca fui tão sucinta.

todos felizes.

carmem e sempre carmem. a irmã (viva e feliz) das manhãs.

________________
 

Resposta dada por Bill à pergunta de Carmem Germana Parente.
 __________________



Oi, Carmem!

Pessoalmente, como cristão, creio em céu e inferno, inclusive até respondi uma pergunta que você fez sobre isso e coloquei no meu blog, bem aqui.

Achei sua pergunta muito boa e também corresponde com a proposta do blog, espero que não tenha ficado chateada.

Pessoalmente, Carmem, não creio e não vejo sustentação lógica para a reencarnação, por exemplo. Pra mim, creio que a evolução espiritual tem que ser plenamente consciente, se tive outra vida em outra época, então, eu deveria me lembrar plenamente dela para que o aprendizado tivesse continuidade e não começar novamente do zero.

Entretanto, eu creio que existe uma evolução espiritual (e bem ao estilo darwiniano ainda, rsrs), biblicamente comprovada, inclusive. Céu e inferno, na prática, referem-se ao resultado positivo ou negativo dessa evolução, entende?

Esse é um assunto bem extenso e complexo e o espaço para respostas aqui no YR diminuiu, não dá mais para colocar textos muito longos. Por isso, quando tiver um tempinho, por favor, dê uma olhadinha aqui.

Embora o assunto principal desse texto [o link acima] seja outro, eu procurei, na medida do possível, explicar essa questão sobre evolução espiritual. É evidente que esse assunto não está esgotado, mas creio que é possível ter uma boa ideia do assunto.

Se puder deixar um comentário, vou ficar muito feliz. Rsrs

Bjs,

Graça e paz.